Será André Horta aposta para 2017/18?

Na sequência de uma época em que apenas participou em 16 jogos dos encarnados, conquistará o jovem a confiança de Rui Vitória para a temporada que se aproxima?

Será André Horta aposta para 2017/18?
André Horta em ação pelo Benfica. (Fonte: Getty Images)

André Horta terá na presente pré-temporada uma oportunidade crucial para dar nas vistas e convencer, mais uma vez, Rui Vitória.

Depois de uma época 2016/17 em que, regressado do Vitória de Setúbal, o jovem de 20 anos parecia estar a ganhar terreno e a começar a mostrar as suas qualidades aos benfiquistas, a verdade é que algumas lesões impediram Horta de se mostrar ao seu melhor nível, acabando por alinhar num total de apenas 16 partidas e marcando um golo fora, diante do Tondela. Neste sentido, muito se tem especulado acerca do futuro do jovem jogador do Benfica: conseguirá André novamente um lugar na equipa encarnada ou passará o seu futuro por um período de empréstimo?

Nas recentes declarações, apesar do alegado interesse do Marítimo e do Vitória de Guimarães em contar com os seus serviços - na possibilidade de haver um eventual empréstimo do médio -, o jogador tem demonstrado estar completamente focado no Benfica e na conquista do pentacampeonato, agradecendo o apoio do técnico dos encarnados. 

«Como aconteceu o ano passado, cheguei bem fisicamente, o importante é ganharmos cada vez mais confiança. O mister tem passado uma mensagem de confiança, depois do trabalho mais físico que os jogadores gostam menos, tem passado a mensagem de que é importante estarmos focados nestes primeiros treinos para depois começarmos a assimilar os aspetos táticos, mas esses não posso revelar.», referiu, redireccionando, de seguida, as forças para a Supertaça. «Temos cinco semanas até à Supertaça, já passou uma. O processo vai decorrendo naturalmente, não vai ser fácil, mas temos tudo para cumprir os objetivos.», apontou.

Independentemente do futuro do jogador, o próprio colega de equipa Pizzi já veio reconhecer publicamente a qualidade do jogador, vaticinando-lhe um futuro promissor de águia ao peito. «Tenho relação muito boa com o André, até lhe chamo "meu filhinho". É um miúdo que tem bastante qualidade, humilde, que sente o Benfica ao máximo. Tem apenas 19 ou 20 anos, digo-lhe para trabalhar muito e tentar aprender com os mais velhos, tentar perceber melhor os tempos de jogo, para melhorar em certos aspetos. É isso que está a fazer e bem. É um bom miúdo que sabe ouvir e tem bastante qualidade. Não tenho a mínima dúvida que no futuro próximo será titular no Benfica.», disse.

No final - e apesar dos rumores que falam na possibilidade de um empréstimo ou do jornal "A Bola" ter apurado que o jogador já terá conhecimento de que fará parte do plantel do Benfica na próxima temporada - apenas o tempo e, sobretudo, o desempenho do jogador com o desenrolar da pré-época, poderão ditar o rumo que tomará a carreira de André relativamente à temporada que se avizinha.

Acompanhe tudo aqui, em Vavel Portugal.

Futebol Português