Tribunal decide manter desclassificação de Ricciardo
Daniel Ricciardo no seu RB10. (Foto: Red Bull)

Tribunal decide manter desclassificação de Ricciardo

O Tribunal Internacional do Apelo da FIA decidiu contra o apelo da Red Bull sobre a desclassificação de Daniel Ricciardo no GP da Austrália. O australiano vê assim confirmada a perda do segundo lugar do pódio na sua corrida "caseira".

hugopalmeida
Hugo Picado de Almeida

A desclassificação de Daniel Ricciardo (Red Bull) no GP da Austrália mantém-se. Foi esta a decisão apresentada hoje pelo Tribunal Internacional do Apelo da FIA, que assim efectiva a penalização atribuída pelos comissários da prova ao australiano, por violação repetida do fluxo máximo de combustível (100 kg/hora).

A Red Bull decidira apelar da decisão dos comissários por considerar que os sensores oficiais, facultados pela própria FIA e produzidos pela Gill Sensors, não são fiáveis. Com esse argumento, a equipa austríaca fizera uma exposição sobre o caso na segunda-feira. Hoje, após publicação da decisão dos juízes, a escuderia afirmou acatar a decisão do Tribunal, embora afirmando «estamos desapontados pelo resultado e não teríamos apelado se não pensássemos que tínhamos um caso muito forte».

Com o caso encerrado, a FIA remeteu para o final da semana explicações detalhadas sobre a decisão hoje anunciada. Assim, a McLaren vê confirmados os seus segundo e terceiro lugares no pódio australiano, com o jovem Kevin Magnussen atrás do Mercedes de Nico Rosberg e Jenson Button a fechar os degraus vitoriosos. 

VAVEL Logo