Marco Silva abandona o Estoril
Foto: Estoril Praia

Após alguma especulação desenrolada na presente época, em função do bom trabalho desempenhado no Estoril, Marco Silva oficializou a sua saída do clube. A decisão foi tornada pública esta manhã, depois da reunião com o Presidente da SAD, Tiago Ribeiro, onde o técnico terá declinado a proposta de renovação apresentada.

No site oficial do Estoril foi publicada uma mensagem de Marco Silva, anunciando a saída e lançando uma mensagem de apreço à instituição, aos adeptos e ao colectivo com quem teve oportunidade de trabalhar, naquela que foi a melhor época do Estoril, com o 4ª lugar na classificação do campeonato e a consequente garantia europeia para a próxima temporada.

«Sou dos que acredito que os sucessos se constroem na base de colectivos fortes. E nós sempre fomos um colectivo muito forte. No balneário, na estrutura técnica e em todos os funcionários da SAD. Este colectivo, integrado pelos mesmos objectivos e determinado pelas mesmas ambições, entrou na história deste Clube e penso que a escreveu a letras de ouro», escreveu Marco Silva, acrescentando que «a vida é feita de ciclos. E eu entendi que o meu ciclo no Estoril termina nesta época».

Mensagem na íntegra:

«Ao fim de 9 anos de ligação ao Estoril Praia, sinto este clube como uma família. Foi aqui que escolhi terminar a minha carreira de jogador profissional e é ao Estoril que devo o início da minha carreira como treinador.

Por isso, agradeço ao seu Presidente, Tiago Ribeiro, a aposta que fez e a oportunidade que me deu para desenvolver este trabalho fantástico. Como se costuma dizer, a sorte dá muito trabalho. É um facto. Mas a verdade é que ao longo da vida há momentos e pessoas que marcam o nosso destino. Quero deixar uma palavra muito especial aos jogadores, Foi com eles que mais aprendi e foram eles, a cada dia, que me ajudaram a ser um melhor profissional.

Sou dos que acredito que os sucessos se constroem na base de coletivos fortes. E nós sempre fomos um coletivo muito forte. No balneário, na estrutura técnica e em todos os funcionários da SAD. Este colectivo, integrado pelos mesmos objetivos e determinado pelas mesmas ambições, entrou na história deste Clube e penso que a escreveu a letras de ouro.

Os meus jogadores são um conjunto de homens que sabe colocar o interesse de todos à frente do interesse de cada um. E por isso são profissionais de corpo inteiro e que marcam a diferença. Souberam sempre interpretar as indicações do treinador e colocaram sempre em campo todo o seu esforço e toda a sua determinação. Os jogadores marcaram a diferença quando souberam alcançar as vitórias e também quando souberam reagir às derrotas. A minha filosofia, enquanto treinador, passa por aqui. Cada um de nós só conseguirá atingir os seus próprios objectivos se em primeiro lugar colocar os objetivos da equipa. Os resultados falam por si.

Mas a vida é feita de ciclos. E eu entendi que o meu ciclo no Estoril termina nesta época. Há que saber encarar estes momentos com naturalidade e ver neles, não uma intenção de trocar projectos, mas antes no âmbito do decurso normal, de evolução. Aos adeptos, que sempre nos apoiaram e que sempre estiveram ao nosso lado, que nos deram a sua energia e a sua capacidade de acreditar, um bem-haja e o reconhecimento da importância e do papel de todos eles neste caminho que fizemos juntos nestes últimos três anos.

Sem a força dos adeptos, com certeza que tudo teria sido muito mais difícil.Vou, com a consciência que cumpri, com a determinação de enfrentar novos desafios e riscos. Foi essa atitude que me fez aqui chegar e é com essa atitude que continuarei nesta profissão
».

Muitas previsões em futuro incerto

Embora a saída do treinador já fosse previsível, depois de ter sido apontado no Porto a meio da época, para o lugar depois ocupado por Luis Castro, é quase certo que o destino de Marco Silva passa pelo território nacional. Benfica e Sporting já foram nomeados com potenciais clubes para acolher o técnico, a gerir eventuais saídas de Jorge Jesus e Leonardo Jardim. Contudo, como ainda não existem vagas por preencher nos grandes lisboetas, o Sporting de Braga também alarga o panorama. Depois de uma má época dos minhotos, Marco Silva poderá ser a solução, sucedendo a Jorge Paixão.

No final do último jogo do campeonato, frente ao Sporting, Marco Silva tinha adiantado não ter ainda contactos formais de alguma instituição: «É normal que tenham existido outros contactos, mas não há mais propostas formais. É um orgulho ser associado aos três grandes e também ao Sp. Braga».

VAVEL Logo