Mercedes castiga Rosberg

Mercedes castiga Rosberg

Sem tornar pública a natureza do castigo, a Mercedes pune Nico Rosberg e avisa que não tolerará outro acidente semelhante. Rosberg e Hamilton continuarão livres para se baterem nas pistas.

hugopalmeida
Hugo Picado de Almeida

A Mercedes anunciou, em comunicado de impresa, ter aplicado «as medidas disciplinares adequadas» a Nico Rosberg, após o incidente entre o alemão e o seu companheiro de equipa, Lewis Hamilton, na segunda volta do GP da Bélgica. Recorde-se que o inglês acabaria por abandonar a prova, depois de, em consequência do acidente, ter corrido quase sempre nos últimos lugares da tabela.

Rosberg pede desculpa e Mercedes recusa ordens de equipa

A equipa de Brackley salienta que, em reunião com os chefes de equipa Toto Wolff e Paddy Lowe, Rosberg reconheceu a sua responsabilidade no acidente e pediu desculpas ao colega Hamilton pelo sucedido: «Como pilotos, temos uma clara responsabilidade para com a equipa, com os fãs da modalidade, os nossos parceiros e a Mercedes-Benz de correr de forma limpa. (...) Pelo meu erro de julgamento, peço desculpa ao Lewis e à equipa.»

Apesar de tudo, a Mercedes confirma ainda que não imporá ordens de equipa e que os seus pilotos continuam livres para competir entre si, mesmo que tendo transmitido aos seus corredores que deseja ver uma competição limpa pelo título mundial: «Eles continuam livres para correr. (...) Foi tornado claro que outro incidente como este não será tolerado.»

VAVEL Logo
CHAT