«Foi um resultado injusto» considerou Paulo Bento
(Foto: José Manuel Ribeiro/Reuters)

«Foi um resultado injusto» considerou Paulo Bento

O seleccionador de Portugal, Paulo Bento, considerou que o resultado não reflectiu o esforço luso e que a Albânia acabou por ser feliz, marcando numa situação de superioridade numérica.

vavel
VAVEL

Paulo Bento está no centro das atenções: a selecção nacional permanece num limbo de críticas, os resultados tardam em surgir e as exigências quanto a uma renovação transversal na estrutura do grupo luso prosseguem sem refrear.

Ontem, depois da polémica derrota chocante de Portugal, o ambiente em torno da selecção nacional tornou-se praticamente insustentável, devido às agressivas críticas dos adeptos e da imprensa desportiva. Paulo Bento tem a sua margem de manobra reduzida na exacta altura em que a qualificação para o Euro 2016 arrancou.

«O jogo não nos correu bem em termos de resultado. Na primeira parte tivemos oportunidades, tivemos o jogo completamente controlado, mesmo que nos últimos 20 minutos não tenhamos estado tão bem», declarou Bento no rescaldo da partida em Aveiro. «Na segunda parte entrámos bem novamente, mas acabámos por sofrer um golo na única oportunidade do adversário, numa altura em que estávamos em inferioridade numérica. Foi um resultado injusto, mas a eficácia é preponderante num jogo destes, em que somos considerados favoritos», completou o seleccionador.

Desvalorizando o mau arranque e relativizando a pressão em torno da sua pessoa, Paulo Bento considerou as manifestações negativas (que incluiram lenços brancos) como algo natural: «São situações naturais no futebol quando os resultados não acontecem. Temos de respeitar e continuar o nosso caminho, sabendo que esta primeira jornada não nos correu de feição», considerou.

VAVEL Logo
CHAT