Rosberg: «Foi um fim de semana fantástico»
O pódio do GP do Brasil, liderado por Nico Rosberg. (foto: AP/Felipe Dana)

Rosberg: «Foi um fim de semana fantástico»

Nico Rosberg foi imperial durante todo o fim de semana no Brasil, colocando-se novamente a 17 pontos de desvantagem de Lewis Hamilton, na luta pelo título de pilotos.

pedro-mendes
Pedro Mendes

Lewis Hamilton quase nada pôde fazer, o seu colega de equipa foi constantemente melhor do que ele, merecendo com toda a justiça a vitória na prova brasileira. A diferença pontual entre primeiro e segundo do campeonato volta a ser de 17 pontos, não esquecendo que a última prova, agendada para 23 de Novembro em  Abu Dhabi, dobra a pontuação. 

Felipe Massa também terminou o fim de semana muito feliz, já que à frente do seu público voltou ao pódio, sendo o melhor Williams da ronda brasileira.

«Vou precisar de alguma ajuda do Felipe ou do Valtteri ou do próprio Lewis»

Quem o disse foi Rosberg, no final da última prova. O alemão já esteve a fazer as contas para o campeonato e parece confiante: «Agora temos uma grande final à nossa espera em Abu Dhabi. Ainda acredito a 100% que consigo, mas como é óbvio, vou precisar de alguma ajuda do Felipe ou do Valtteri ou do próprio Lewis».

Acerca da corrida de ontem, Nico disse que aprendeu com os erros de Austin e que melhorou: «Foi um fim de semana fantástico e senti-me muito confortável durante os três dias. Tive de aprender com Austin, que foi muito desapontante e penso que consegui. Fui capaz de controlar o ritmo muito melhor e não deixar o Lewis chegar-se muito perto [...], quando ele saiu de pista, tive um pouco de tempo para relaxar e fui capaz de poupar os pneus para o fim do turno.»

Mea Culpa de Lewis Hamilton

Lewis Hamilton teve uma saída de pista, numa altura crucial da sua recuperação e assumiu a culpa, afirmando-se desapontado com o erro: «Naturalmente, ficaremos sempre desapontados quando erramos e eu hoje errei. [...] Normalmente, quando me dizem para puxar, significa que a equipa me vai mandar parar naquela volta, por isso foi o que fiz. No final, deixaram-me fora para outra volta, que me apanhou de surpresa. Na altura que começo a segunda volta, os meus pneus traseiros já se tinham desgastado de eu puxar tanto. Ainda assim, foi meu o erro de bloquearem os pneus traseiros e no final custou-me a vitória.»

Em relação à próxima ronda, o britânico não se adiantou muito, apenas garantindo que vai estar forte em Abu Dhabi e espera uma corrida como a do Brasil.

O homem da casa

Felipe Massa foi constantemente aplaudido e incentivado pelo público nas bancadas. Todas as ultrapassagens eram comemoradas como se de uma vitória se tratasse e como é óbvio para o piloto o ambiente não passou ao lado: «Não foi uma corrida fácil, mas foi um resultado fantástico para mim, para a minha familia e para a equipa, terminar no pódio à frente do meu público. A energia que vinha da multidão foi maravilhosa e deu-me forças. »

brasileiro teve alguns problemas com as paragens programadas, tendo errado nas duas e explicou o que aconteceu: «Na primeira paragem, fui penalizado com um stop and go por ter excedido a velocidade no pit lane depois de ter carregado duas vezes no botão do limitador de velocidade e na segunda paragem, parei na box errada. Normalmente não estamos junto à Mclaren e à luz, os seus fatos parecem da mesma cor que os nossos e isso apanhou-me de surpresa.»  

No final, a corrida de Felipe correu tão bem, mesmo com os incidentes nas duas paragens, que conseguiu o terceiro lugar do pódio.

A F1 pára agora uma semana, mas as noticias saem todas os dias e os fãs do desporto estão desejosos de saber da confirmação oficial da ida de Alonso para a Mclaren, se a Caterham estará presente no último G.P. e mais importante, quem estará melhor preparado para vencer o Mundial de Fórmula 1.

VAVEL Logo
CHAT