Premier League: United aplica três sem resposta ao Tottenham

Premier League: United aplica três sem resposta ao Tottenham

O Manchester United reagiu ao mau período que ultrapassa, vencendo com categoria o Tottenham, em Old Trafford, por três golos sem resposta. Wayne Rooney voltou a brilhar, tal como o médio Carrick e o companheiro de sector, Fellaini.

vavel
VAVEL

Na passada jornada da Premier League, o Manchester United voltou às vitórias contudentes após ter sido derrotado, em casa, pelo Arsenal, a meio da semana, numa partida a contar para a FA Cup. Os «Red Devils» bateram o Tottenham em Old Trafford, no passado Domingo, dando sequência a uma senda de duas vitórias seguidas na liga inglesa - com o 3-0 frente aos «Spurs» o United aumentou para três os jogos pautados pelo triunfo.

O jogo começou de feição para a formação do técnico holandês Louis van Gaal: o belga Marouane Fellaini abriu o marcador aos 9 minutos, através de um remate cruzado; Michael Carrick deu continuidade ao bom jogo da equipa da casa, alargando a vantagem para 2-0 dez minutos depois. O avançado trabalhador Wayne Rooney esteve em topo de forma e coroou o seu espectáculo com o golo do 3-0, acompanhado de uma celebração peculiar.

A imprensa desportiva inglesa foi unânime em elogiar a exibição do Manchester United, que, há muito tempo não realizava uma actuação tão sólida e consistente como a do passado Domingo. David De Gea, um dos melhores elementos da presente época, manteve a baliza inviolada pelo terceiro jogo consecutivo; com este resultado, o United mantém-se na quarta colocação, a um ponto dos «Gunners».

Chelsea desperdiçou chance de deixar City a 8 pontos

Tranquilo na frente da Premier League continua o Chelsea, que, ainda assim, não aproveitou da melhor forma a grande escorregadela da formação de Manuel Pellegrini. O Manchester City perdeu contra o Burnley mas os «Blues» não foram além de um empate 1-1 contra o Southampton, formação onde pontifica o reputado central português José Fonte, capitão dos «Saints». 

O Chelsea de José Mourinho poderia, caso tivesse ganho à equipa treinada por Ronald Koeman, deixar o perseguidor Manchester City a oito pontos - a vantagem, tranquila, é actualmente de seis pontos. 

VAVEL Logo
CHAT