0-1, MIN.15, JOÃO MÁRIO; 1-1-1, MIN. 57, LUÍS ALBERTO ; 1-2, MIN. 90+7, ADRIEN SILVA (GP)
Entrada de Leão, mas pouco: Sporting sofre mas vence ao cair do pano
Foto: SCP Facebook/César Santos

Entrada de Leão, mas pouco: Sporting sofre mas vence ao cair do pano

O Sporting entrou na Liga NOS 2015/2016 com uma suada vitória diante do Tondela por 2-1. Os leões inauguraram o marcador por João Mário à passagem do quarto de hora, contudo, na segunda parte e contra a corrente do jogo, Luiz Alberto fez história com o primeiro golo do Tondela no escalão principal do nosso futebol. Foi preciso esperar pelo tempo de compensação para ver o golo da vitória leonina, apontado por Adrien da marca de grande penalidade.

Francisco_Ferreira
Francisco Ferreira Gomes

Dominar e marcar

Tondela e Sporting entraram em campo com os onzes previsíveis; após o triunfo na Supertaça, Jorge Jesus repetiu a equipa inicial que lhe garantiu o primeiro troféu ao serviço dos leões. Apesar da estreia no campeonato, o Tondela entrou desinibido na partida, pressionando a zona defensiva dos leões, impendindo-o de construir jogo a partir do seu sector mais recuado.

Contudo este ímpeto inicial da equipa de Vítor Paneira foi sol de pouca dura. A partir do momento em que o Sporting tomou conta da posse de bola, o jogo foi de sentido único: a baliza de Matt Jones. Os lances de perigo junto da baliza do Tondela multiplicavam-se e foi assim que, sem surpresa, o Sporting inaugurou o marcador; acabado de esgotar o quarto de hora, um cruzamento da esquerda de Bryan Ruiz encontrou João Mário que rematou para o primeiro da partida e da temporada 2015/2016 da Liga NOS. 

Até final da primeira parte somaram-se as oportunidades desperdiçadas pelos comandados de Jorge Jesus com Carrillo e Slimani a revelarem-se os mais perdulários. Do outro lado o Tondela demonstrava claras dificuldades em chegar perto da baliza de Rui Patrício, apenas de bola parada os visienses aproximavam-se da baliza leonina. Ao intervalo a partida parecia controlada pela equipa de Alvalade.

Acordar tarde mas a tempo

Na segunda parte,e ao contrário do que sucedeu diante do Benfica, os leões entraram com um futebol de baixo ritmo, demonstrando que, com maior ou menor esforço, a vitória estava assegurada. Assim os leões acabaram por adormecer sobre os louros da vantagem, um sono embalado pela inoperância ofensiva do Tondela, incapaz de mostrar argumentos para ameaçar as redes verde-e-brancas.

Todavia, e por melhor que uma equipa controle uma partida, ela não está imune ao fenómeno das bolas paradas, lances totalmente alheios a toda a história da partida. E foi assim que o Tondela fez história, ao apontar o seu primeiro golo no escalão maior do futebol português. Livre batido na direita, a defensiva leonina hesitou e Luís Alberto aproveitou a deixa e, oportuno, fez o empate para delírio dos muitos adeptos que se deslocaram de Tondela a Aveiro para apoiar a sua equipa. (foto: rr.sapo.pt)

Surpreendidos pelo golo adversário, o Sporting resolveu acordar e partir em busca da vitória. Jesus mexeu no ataque, trocando Gutiérrez e Ruiz por Mané e Montero, procurando a inspiração que parecia faltar numa altura em que a pressão começava a aumentar à medida que os minutos passavam. As mudanças de Jesus pouco ou nada resultaram, aos leões parecia faltar discernimento e sangue-frio perto da baliza do Tondela. 

Já em período de descontos, Jesus lança Gelson Martins já em desespero; a verdade é que foi o jovem extremo a abrir caminho para a vitória. No quarto dos cinco minutos de descontos, um lançamento longo de João Pereira encontrou Gelson Martins, o internacional sub-20 foi derrubado na área por Murillo, levando o árbitro Carlos Xistra a apontar para a marca de grande penalidade. Com o coração nas mãos, os adeptos leoninos viram Adrien converter o penalty, dando assim a vitória aos leões. Com este triunfo muito sofrido, o Sporting assume naturalmente a liderança do campeonato, já o Tondela terá de esperar pela próxima ronda para somar os primeiros pontos na Liga NOS.

VAVEL Logo
CHAT