0-1, Miguel Veloso, min. 90+2
Aos 90+2, Miguel Veloso fez um desconto: Portugal a 1 ponto do Euro 2016
Foto: AP

Aos 90+2, Miguel Veloso fez um desconto: Portugal a 1 ponto do Euro 2016

Portugal dominou a pulsação do jogo mas precisou dos batimentos finais para levar de vencida a selecção albanesa. Quando os corações lusos apenas esperavam um empate, Miguel Veloso cabeceou para as redes albaneses e deixou Portugal a um ponto do Euro 2016.

vavel
VAVEL

Quando tudo fazia prever que o «placard» da Elbasan Arena permanecesse inalterado desde o apito inicial, o inesperado golpe de cabeça de Miguel Veloso, a passe de Ricardo Quaresma, selou uma suada vitória portuguesa que colocou a selecção das quinas a um ponto do Europeu de França 2016. Festa lusa aos 90+2 minutos, num triunfo «in-extremis» que fez lembrar os árduos três pontos ganhos em solo dinamarquês. A derrota em Aveiro, contra a mesma Albânia, foi assim rectificada, e Portugal está à beira da qualificação.

Bernardo e Veloso foram novidades no meio-campo

Portugal, que em cinco partidas apenas havia perdido a inaugural, precisamente diante da Albânia, entrou em campo com a mesma defesa que enfrentara a França (0-1) mas com novidades no meio-campo: Bernardo Silva entrou nas escolhas de Fernando Santos para fazer companhia a Danilo Pereira e ao regressado Miguel Veloso, que voltou a sentir a responsabilidade da titularidade. Adrien e João Mário, relegados para o banco, viram uma primeira parte morna feita do domínio luso.

Com controlo da posse de bola e do ritmo de jogo, Portugal mostrou coesão global, não permitindo veleidades à selecção albanesa. Mas, se a calmaria dominava o sector defensivo, também reinava nas imediações da baliza de Berisha, que, exceptuando dois remates longínquos de Cristiano Ronaldo, pouco trabalho teve. Na segunda parte o registo manteve-se: Portugal detinha a bola mas pouco fazia com ela - as entradas de Quaresma (por Bernardo Silva) e Éder (por Danny) não melhoraram o fio-de-jogo ofensivo luso.

Portugal sem conexão ofensiva - Veloso fez desconto aos 90+2 

Sem ligação entre o tridente do meio-campo e o trio de avançados composto por Nani, Cristiano Ronaldo e Danny (entrada de Éder deu maior índice físico e capacidade de pressing mas não ajudou à fluência e velocidade das jogadas de ataque), Portugal jogava um futebol desconexo na hora de ludibriar a defensiva albanesa. Isso explica que o golo português apenas tenha chegado através de um pontapé de canto executado por Quaresma: Veloso cabeceou para o fundo das redes aos 90+2 minutos e devolveu à Albânia, na mesma moeda, o 0-1 presenciado em Aveiro.

Basta um ponto para garantir presença em França

Regresso feliz de Miguel Veloso à titularidade da selecção: apesar de vários passes falhados, o médio do Dinamo Kiev encontrou a única forma de ultrapassar a barreira da Albânia. Quem atravessa um pequeno deserto de golos é o capitão Cristiano Ronaldo, que voltou a ficar em branco, juntando à seca de golos uma exibição medíocre. Com esta vitória, Portugal fica à distância de um ponto - França 2016 está mesmo aí, precisando Portugal de obter um ponto apenas nas duas vindouras jornadas.

Tudo poderia ter sido diferente, se a bola rematada pelo avançado Cikalleshi tivesse levado o selo de golo (a bola ressaltou em Pepe) e não a barra da baliza de Rui Patrício como destino - aos 75 minutos, a Albânia esteve perto de marcar e causar nova surpresa frente ao favorito Portugal. Fernando Santos segue sem derrotas em jogos a doer e o golo de Veloso permitiu à selecção um festejo antecipado: falta agora, frente à Dinamarca, confirmar a presença no Europeu 2016.

VAVEL Logo
CHAT