Gerir o plantel ou apostar na Liga Europa? - "O dilema leonino"
A liga é prioridade, mas a europa é a montra (Foto: ASF)

Gerir o plantel ou apostar na Liga Europa? - "O dilema leonino"

No que diz respeito à época actual, o Sporting encontra-se em 1° lugar no campeonato, e em "maus lençóis" na Liga Europa. A questão é, será que Jorge Jesus deve manter a rotatividade ou levar o 《onze》mais forte para a segunda mão frente ao Bayer Leverkusen?

fabia-cortinhas
Fábia Cortinhas

O Sporting recebeu o Bayer Leverkusen em Alvalade, na passada quinta-feira, e viu as suas hipóteses de passar aos oitavos-de-final da Liga Europa serem encurtadas, perdendo por uma bola a zero. Jorge Jesus deixou Slimani e Adrien Silva no banco, fazendo alinhar Mané e Téo Gutiérrez. A aposta do técnico leonino parece não ter dado resultado, já que o resultado foi negativo para os leões.

Considerando as declarações de Jesus, o técnico do Sporting admite que a sua prioridade é o campeonato e que não vai deixar de apostar na rotatividade nesta competição europeia. Contudo, e apesar da Liga Europa não ser prioridade para o técnico, os leões têm capacidade de ir mais longe e nada está perdido, ainda que jogar em território alemão seja trabalho díficil para a equipa verde e branca. 

Se relembrarmos a época passada, o Sporting decidiu levar a jogo o seu melhor «onze» frente ao Wolfsburg, também nos 16avos da mesma Liga Europa. A equipa de Alvalade não conseguiu eliminar a equipa alemã e o jogo que se seguiu frente ao FC Porto, acusou o desgaste dessa mesma partida.

photo: dailymail.co.uk
photo: dailymail.co.uk

Relacionando isto com a época actual, é importante ter em consideração que o Sporting tem uma partida difícil a disputar em Guimarães, logo após o jogo frente ao Leverkusen e antes do embate com o Benfica.

Deste modo, é compreensível a necessidade que Jorge Jesus tem ao aplicar a rotatividade, já que as partidas que se seguem não serão fáceis e perder pontos é tudo o que o Sporting não precisa nesta altura. Ainda assim, a rotatividade tem as suas vantagens, tais como lançar a jogo jogadores pouco utilizados. De qualquer das maneiras, tal política pode resultar na eliminação do Sporting da Liga Europa, o que não parece ser uma "dor de cabeça" para o técnico.

Jorge Jesus, apesar da indignação envolvente, continuará a ter em conta a poupança de alguns dos seus jogadores, imprescindíveis para o campeonato, como fez na primeira volta, em Alvalade.

VAVEL Logo
CHAT