Portugal 0-1 Bulgária: oportunidades falhadas valeram uma derrota

Portugal 0-1 Bulgária: oportunidades falhadas valeram uma derrota

O amigável internacional desta quinta-feira terminou com uma derrota para a turma das quinas, num jogo onde até Ronaldo falhou um penalty.

pedrocorreia
Pedro Correia

Portugal e Bulgária entraram em campo, esta noite, para disputar um jogo amigável de preparação para o Euro 2016. Numa partida em que os visitantes conseguiram levar a melhor e vencer por 0-1, os pupilos de Fernando Santos deixaram no ar a ideia de que ainda têm muito trabalho pela frente até chegarem ao nível desejado. 

Como seria de esperar, a selecção portuguesa começou melhor o jogo, porém, entre oportunidades falhadas, os búlgaros foram ameaçando e acabaram por aproveitar um lance confuso na área para abrir o marcador, aos 19 minutos: Popov colocou o esférico nas costas da defesa portuguesa, Pepe e Vieirinha desentenderam-se e o jogador com a camisola 11 fez o que lhe era pedido, estabelecendo o resultado que se haveria de manter inalterado até ao final da partida. A partir deste momento, Portugal não conseguiu fazer melhor e, ao golo sofrido de forma inesperada, continuou a juntar falhanços, com o guardião Stoyanov inspirado e a dificultar ainda mais o trabalho de Ronaldo, Nani e companhia. 

Por volta dos 38' foram os búlgaros que estiveram mais perto de voltar a marcar, por intermédio de Rangelov. Num lance rápido, a jogada começou de novo dos pés do motor criativo da equipa, Popov, que lançou a bola no flanco direito, onde estava Mihail Aleksandrov, que cruzou com perigo para a zona do segundo poste. Não tivesse sido Pepe a afastar e o resultado poderia ter tomado proporções ainda mais inesperadas ao intervalo.

Desde cedo que a Bulgária conseguiu a vantagem no marcador
Desde cedo que a Bulgária conseguiu a vantagem no marcador

A equipa das "quinas" continuou a procurar criar lances de perigo, rematou inúmeras vezes - sobretudo através de Ronaldo -, conquistou muitos cantos, mas, entre o azar e alguma arte que ia faltando ao ataque português, o guarda-redes búlgaro continuava em destaque (correspondendo da melhor forma, por exemplo, a um livre bem cobrado por Ronaldo) e a dissipar a esperança lusa, à medida que o tempo corria.

Na segunda parte, os cerca de 19 mil espectadores presentes em Leiria pediam uma reviravolta, mas foi a Bulgária quem criou perigo primeiro, aos 49', através de Popov, que mais uma vez lançou o ataque, com Aleksandrov a falhar a baliza.  Nem Fernando Santos conseguiu operar uma mudança na formação ao seu dispor: por volta da meia-hora da segunda metade, o técnico fez entrar Quaresma e Danny para os lugares de Rafa e Adrien, mas nem assim Portugal chegou lá.

Na verdade, nem uma grande penalidade conseguiu ajudar a chegar ao empate, já que, na jogada que se seguiu, Pepe cruzou e ganhou um penalty por mão na bola de Popol (agora, o lateral), mas Ronaldo permitiu a defesa de Stoyanov, falhando, depois, a recarga. O seleccionador nacional ainda promoveu a entrada Renato Sanches a 16 minutos do fim, mas o resultado estava feito há muito tempo, numa noite atípica e de desilusão, em Leiria. 

Cristiano Ronaldo, o rosto do desperdício luso
Cristiano Ronaldo, o rosto do desperdício luso

Portugal volta a jogar terça-feira, também no Estádio Dr. Magalhães Pessoa, num jogo de preparação frente à Bélgica, às 19:45. 

VAVEL Logo
CHAT