Passar pela "tempestade" com distinção

O Sporting recebe o Boavista depois de garantir um lugar na final do Jamor. Mas o bom momento pode sair caro ao leão: a fraca condição física de alguns dos seus jogadores está a causar muitas dores de cabeça a Jorge Jesus.

Respira-se felicidade em Alvalade, sobretudo depois do apuramento para a final da Taça de Portugal, que resultou do triunfo, nas grandes penalidades, sobre o FC Porto, a meio da semana.

Agora, é tempo de o Sporting voltar as atenções para o campeonato. Neste domingo, a equipa orientada por Jorge Jesus recebe o Boavista, em encontro válido pela 31ª jornada da Liga NOS. Uma partida que está a dar muitas dores de cabeça ao técnico leonino.

Afinal, e como o próprio treinador já tinha avisado, no final do clássico de quarta-feira, o calendário dos verde e brancos nas últimas semanas deixou mazelas no plantel, que está longe de se poder apresentar na máxima força no embate com os 'axadrezados'.

Afinal, Cristiano Piccini, André Pinto, William Carvalho, Marcos Acuña, Gelson Martins e Bas Dost estão todos em dúvida para domingo. Daniel Podence, Rafael Leão e Bruno César são baixas confirmadas.

"Ainda temos muitas dúvidas, muitos jogadores que ainda não sei se irão jogar. [No domingo], fazemos um treino de manhã, de pouca intensidade, mas que nos dará sinais. Temos quatro ou cinco jogadores sobre os quais não temos a certeza se poderão ser lançados", destacou Jesus em conferência de imprensa, na véspera da receção ao Boavista.

A missão dos leões passará, portanto, por dar seguimento ao bom momento na temporada com um triunfo sob difíceis condições, numa altura na qual o plantel se encontra totalmente desgastado. Jorge Jesus não vê a hora de dar por terminada esta cansativa sequência de jogos.

"Tem sido esta a realidade durante a época toda. Depois do jogo com o Boavista, passamos a tempestade. Praticamente não temos tempo para recuperar, mas a equipa do Sporting tem dado um resposta competitiva muito boa. Depois deste jogo, passamos a jogar semana a semana", afirmou o técnico de 63 anos.

Vale recordar que o Sporting ocupa, atualmente, ainda que à condição, o quarto posto da Liga NOS, com os mesmos 71 pontos do Sporting de Braga que, tal como o Benfica, tem mais um jogo disputado - os encarnados bateram o Estoril (1-2) e já são novamente líderes, com 77 pontos.

Em Alvalade, a bola vai começar a rolar no Sporting-Boavista às 20h15.