Dragão passa no teste

Depois da eliminação que dava chance dos portistas jogarem a Champions, e da derrota frente ao Gil Vicente na primeira jornada com campeonato, a verdadeira prova de fogo da equipa foi ganha ao conseguir vencer o grande rival.

A equipa de Sérgio Conceição entrou mais forte no jogo e conseguiu mesmo criar oportunidades de perigo para a baliza de Vlachodimos.

O guardião da equipa da casa, aos 21', conseguiu negar com uma grande defesa o golo a Zé Luís, mas um minuto depois não foi tão feliz e o avançado portista conseguiu mesmo marcar o primeiro da noite numa primeira parte mais azul e branca.

Com a segunda parte, e após várias alterações por parte de Bruno Lage, Marega e companhia, continuavam a tentar dominar a partida, mesmo com alguns erros da ofensiva.

A partir dos 63', a equipa da casa, começa a dar sinais de entrada no ritmo de jogo e consegue colocar a fasquia mais elevada para o seu lado, no entanto, mais uma vez, o adversário esteve perto de fazer o segundo.

Aos 78', Marega falhou na cara de Vlachodimos, desperdiçando a sua melhor oportunidade da noite até então. A segunda surgiu aos 87'. O maliano redimiu-se e aumentou a vantagem portista após Otávio o conseguir isolar. 

Seferovic ainda marcou para a sua equipa, no entanto, viu o lance anulado por posição irregular. Jorge Sousa ainda teve dúvida e pediu VAR para tomar a decisão final. O resultado fixou-se a nulos para os vermelhos e brancos, enquanto que o rival chegou e marcou por duas vezes na sua baliza.

 

 

 

 

VAVEL Logo