Por U$ 7,5 bilhões, Microsoft compra Bethseda

Em um anúncio que pegou muita gente de surpresa, a Microsoft anunciou a compra da ZeniMax Media, empresa controladora da Bethesda Softworks. O estúdio possui diversas produtoras, entre elas podemos destacar: Bethesda Softworks, Bethesda Game Studios , id Software, ZeniMax Online Studios, Arkane, MachineGames, Tango Gameworks, Alpha Dog e Roundhouse Studios.

Pagando 7,5 milhões de dólares, a Xbox Game Studios ganha um reforço de peso para seus estúdios, pois a Bethseda possui diversos franquias importantes como The Elder Scrolls, Fallout, Wolfenstein, DOOM, Dishonored, Prey, Quake, Starfieldentre outras.

Falando mais sobre a aquisição, Phil Spencer destacou que entre outras coisas, além do investimento e apoio que darão aos estúdios, uma das primeiras coisas que os jogadores terão como novidade, será a inclusão de diversas franquias da Bethseda ao Xbox Game Pass.

Sabe-se que um dos principais focos da Xbox é o serviço para console e PC do Xbox Game Pass e soma-se a adição do Bethseda a do EA Play, que chegará no final de 2020 ao serviço.

Além disso, como os jogos da Xbox Game Studios chegam sempre no primeiro dia ao Xbox Game Pass, poderemos esperar os futuros títulos da Bethseda (que o próprio Spencer destacou estão em desenvolvimento), chegarão logo no lançamento ao streaming de jogos do console da Microsoft.

Phil Spencer fala sobre as exclusividades para PS5 e o futuro da ZeniMax Media

Durante entrevista para Bloomberg o CEO da Xbox, Phil Spencer falou sobre alguns assuntos importantes em relação a compra. Primeiramente destacou que não haverão mudanças (como demissões) na Zenimax, mas sim que ele pretende deixar tudo como está.

Depois falou sobre dois acordos de exclusividade da empresa com o Playstation 5Deathloop e Ghostwire: Tokyo. Ele explicou que acordos anteriores a aquisição serão honrandos, como esse da exclusividade dos títulos para o console da Sony. Entretanto parece mais uma questão de tempo para que ambos jogos também fiquem disponíveis para os consoles da Xbox.

Por fim ele explicou o futuro dos títulos em outras plataformas e a exclusividade. Sobre isso ele disso que serão analisados "caso a caso", ou seja: poderemos ter muitos jogos ficando disponíveis por mais tempo como exclusivos Xbox (ou talvez poderemos ver algumas trocas de títulos entre ambas, a observar).

VAVEL Logo