Autor de dois gols, Sporar fica ‘desiludido’ após Sporting ceder empate
Foto: Divulgação/Sporting Clube de Portugal

O Sporting empatou com o Vitória de Guimarães pelo placar de 2 a 2 fora de casa nesta quinta-feira (4), pela 25ª rodada da Primeira Liga. Os gols foram marcados por Andraz Sporar (duas vezes) pelo time visitante e por João Carlos e Marcus Edwards pelo mandante.

No Estádio Dom Afonso Henriques, as duas equipes desperdiçaram boas oportunidades de sair com os três pontos. Mesmo com um jogador a mais desde os 31 minutos do segundo tempo, o Leão não conseguiu aproveitar a oportunidade e aproximar-se da terceira vaga para a Liga dos Campeões. Apesar de ter balançado as redes duas vezes, o atacante esloveno Sporar saiu de campo triste pelo resultado da equipe.

“Feliz pelos gols, mas desiludido por não vencermos. Obviamente que marcar é sempre bom para um atacante, dá sempre confiança, mas não significa muito devido ao resultado. Somos uma equipe. Prefiro não marcar e a equipe vencer”, explicou.

O artilheiro da partida, no entanto, elogiou o novo comandante, o português Rúben Amorim“Temos um novo treinador e tivemos muito tempo para nos conhecermos. Vamos continuar a melhorar a cada jogo e temos muito a melhorar.

Rúben Amorim, por sua vez, demonstrou insatisfação com o empate, mas mostrou-se esperançoso com o que viu de sua equipe.

“Foi um bom jogo, um pouco estranho porque começou cedo. Chegamos à vantagem numa altura em que não merecíamos, mas conseguimos equilibrar o nosso jogo. Estamos longe do nosso melhor, o Vitória de Guimarães está longe do melhor deles, e com os jogos vamos melhorando. Gostei da minha equipe, das oportunidades que fomos construindo. A ideia começa a estar lá e isso é o mais importante”, afirmou.

O técnico preferiu não dar muita importância para o fato de o Sporting ter sido o terceiro grande a não vencer no retorno do campeonato português. O FC Porto perdeu para o Famalicão (1 a 2), e o Benfica apenas empatou com o Tondela em casa (0 a 0).

“Já antes da paralisação do campeonato tínhamos assistido a uns resultados mais surpreendentes. É uma prova de que até as equipes pequenas conseguem preparar bem os jogos. Acho que todo mundo vai melhor, mas vamos assistir a umas 10 jornadas atípicas”, projetou.

No retorno aos gramados, Rúben Amorim promoveu as estreias de Eduardo Quaresma e Matheus Nunes entre os titulares. As atuações foram aprovadas.

“Estiveram muito bem, naquele que é sempre um jogo especial. Eles sentiram a estreia e notou-se algum nervosismo, sobretudo o Matheus Nunes que lidou com três adversários do meio-campo do Vitória de Guimarães. O Eduardo Quaresma fez um jogo muito bom e sentiu-se confortável como o defesa-central do lado direito”, analisou.

Mais uma novidade foi o técnico relacionar o meia brasileiro Matheus Oliveira para a partida. Foi a primeira vez na temporada.

“Durante estas três semanas fomos vendo os jogadores e os sinais que nos deram. Depois também existiram lesões com as quais não contávamos e eu escolhi os melhores para este jogo. O Matheus trabalhou bem e mereceu a chamada. É uma mensagem para perceber que com trabalho tudo é possível, quero todo mundo acreditando. Além disso, ele também conhecia a casa bem (esteve cedido ao Vitória de Guimarães na época passada) e isso também podia ser importante”, concluiu o comandante.

Com o empate, o Sporting se manteve na quarta posição da tabela e foi para 43 pontos. Está a três pontos do Braga, que ainda joga nesta sexta-feira (5) contra o Santa Clara. Se vencer, aumenta para seis a distância entre o Sporting e a fase classificatória da Liga dos Campeões. O Leão volta a campo na próxima sexta-feira (12) às 17h15, quando recebe o Paços de Ferreira no Estádio José Alvalade.

VAVEL Logo