RB Leipzig vence Freiburg nos pênaltis e conquista título inédito da DFB-Pokal
Foto: Twitter/ DFB-Pokal

Neste sábado (21), no Estádio Olímpico de Berlim, icônico palco do futebol alemão, para RB Leipzig e SC Freiburg, pela final da Copa da Alemanha. A partida foi longa e decidida, apenas, nas penalidades. Após o empate por 1 a 1 no tempo regulamentar, os Die Roten Bullen venceram por 4 a 2 e sacramentaram o primeiro título de sua história.

Ambas as equipes buscavam o trófeu inédito. Os Toros alcançaram esta fase pela terceira vez em quatro anos - a equipe perdeu para o Bayern de Munique, por 3 a 0, em 2019 e para o Borussia Dortmund, por 4 a 1, em 2021. Do outro lado, o Freiburg, em seus 117 anos de história, disputou pela primeira vez na final da Copa.

Para prestigiar o confronto tão celebrado pelas duas torcidas, 76.322 espectadores estiveram presentes no estádio.

As duas torcidas garantiram uma grande atmosfera para a Copa. Milhares de torcedores do SC Freiburg marcharam até o estádio pela tarde e ergueram uma larga faixa com os dizeres: “Clube único, como o futebol deveria ser!”. A história da origem do Leipzig com a patrocinadora Red Bull é alvo de grandes críticas em grande parte das torcidas alemãs.

Freiburg sai na frente, mas Nkunku resgata o RB Leipzig

Até as últimas gotas de suor! Assim se definiu a final deste sábado. Com o empate no tempo regulamentar, o esforço físico levado ao limite após uma longa e desgastante temporada, a decisão foi feita na marca da cal e, neste momento, os Toros sobressaíram.

O Freiburg iniciou a partida melhor que a equipe de Domenico Tedesco. Aos 19 minutos da primeira etapa, Eggenstein recebeu a bola na área e converteu o primeiro tento do duelo.

Com o nervosismo natural da disputa de um grande título como a DFB-Pokal, o Leipzig errou passes e teve dificuldades para furar a defesa do time da Floresta Negra. Schlotterbeck foi providencial na atuação defensiva, resgatando, até mesmo, uma bola em cima da linha.

No segundo tempo, o RB Leipzig se encontrou, começou a ditar o ritmo da partida e oferecer maiores perigos ao gol adversário. Os Die Roten Bullen tiveram duas chances claras, mas não conseguiram converter.

A temperatura da partida aumentou e, em uma das entradas duras do confronto, Halstenberg foi expulso, deixando o RB Leipzig com um jogador a menos e cedendo um setor do campo para o adversário.

O Freiburg aproveitou e foi para cima, porém, tamanha pressão não foi suficiente para ampliar. O time cansou e, a partir daí, os toros recuperaram o controle da partida, foram para cima e empatou o confronto com gol do artilheiro Nkunku, aos 36 minutos, que, em fase inspirada, recuperou as esperanças do torcedor.

Prorrogação morna encaminha disputa de pênaltis

Após os 90 minutos e o empate por 1 a 1, a partida caminhou para a prorrogação. Dentro dos 30 minutos, ambas as equipes voltaram a ter chances claras de marcar: Nkunku parou na defesa e Janik Haberer acertou a trave.

Nas penalidades, Nkunku chamou a responsabilidade da primeira cobrança e converteu, remetendo a importância do jogador para a magnifica temporada dos Toros. Do lado do Freiburg, Christian Günter e Ermedin Demirovic chutaram para fora e puseram fim ao sonho do clube da região de Brisgóvia.

Com a vitória, Domenico Tedesco garantiu o troféu com apenas 36 anos e 251 dias, e se tornou o treinador mais jovem desde Hans-Dieter Tipphauer em 1979. Tedesco estará marcado na história do clube como o primeiro treinador a conquistar um título de tamanha expressão.

O técnico Christian Streich, por sua vez, apesar da derrota, foi enaltecido pelos torcedores ao término do confronto. O comandante está a frente da equipe desde 2011 e, juntamente com seu antecessor Volker Finke, segue construindo um belíssimo trabalho a beira do gramado, elevando o Freiburg da segunda divisão até a partida mais importante de sua história, até então.

 

Cerimônia de recepção da taça atrasada por emergência médica

Uma pessoa próxima da arquibancada dos fotógrafos teve que ser socorrida na lateral do campo. Panos marrons foram esticados em torno dos profissionais para bloquear a vista. Em razão da situação, eles esperaram para realizar a cerimônia oficial de premiação e entrega da taça até que a situação fosse esclarecida. Fãs e jogadores imediatamente pararam as festividades.

Domenico Tedesco incapaz de descrever sensação enquanto Christian Streich enaltece temporada da equipe

Na zona mista e após toda a euforia do confronto, os treinadores concederam algumas palavras em entrevista a Kicker.

Domenico Tedesco: "Foi um jogo muito bom para nós, especialmente no segundo tempo. Estamos muito, muito felizes. Ainda não consigo descrever, me sinto muito bem. Só posso elogiar os rapazes por essa performance incrível. A equipe esteve totalmente intacta, eu mudei um pouco, alguns ajustes.

Christian Streich: "Fizemos uma temporada incrível, um ótimo primeiro tempo. Quando lideramos e o cartão vermelho veio, ficamos um pouco assustados, porque jogamos uma ou outra bola muito longas. Mas isso é lamentar em alto nível, vamos jogar a Liga Europa no ano que vem. Os fãs estão gratos, isso mesmo, o time está fazendo coisas incríveis."

VAVEL Logo