Freiburg e RB Leipzig decidem Copa da Alemanha em busca de título inédito
Foto: Divulgação/ SC Freiburg 

Neste sábado (21), a partir das 15h (de Brasília), a bola irá rolar no Olímpico de Berlim para a grande decisão da DFB-Pokal entre RB Leipzig e Freiburg. Esta será a primeira vez desde o Wolfsburg, em 2015, que a Copa da Alemanha terá um campeão inédito.

A surpresa também está no fato de que a Copa não tem Borussia Dortmund ou Bayern de Munique na final pela primeira vez desde 2010-11, quando Schalke 04 e Duisburg competiram pela tão sonhada taça.

Pela primeira vez desde 2019, os torcedores poderão acompanhar o embate entre as equipes diretamente das arquibancadas. A expectativa é que os fãs compareçam em peso e a capacidade do Olympiastadion Berlin, histórico estádio alemão, seja preenchida.

Um fato ilustra o crescimento dos dois times no cenário do futebol alemão, apesar de por meios bem diferentes, já que o Leipzig tem um grande investimento da Red Bull. Ambos subiram da segunda divisão juntos em 2015-16, com o Freiburg campeão, cinco pontos à frente dos Toros.

O caminho das equipes até a final

O caminho até a grande final em Berlim não foi nada fácil para os dois clubes. Ambos passaram por partidas duras e se superaram seja nos 90 minutos, 120 minutos ou nas grandes penalidades.

A primeira provação do Freiburg, por exemplo, foi na terceira fase contra o VfL Osnabrück, da terceira divisão. Após empate no tempo normal, a decião foi para os pênaltis. Nas cobranças, o goleiro Benjamin Uphoff defendeu múltiplas cobranças e garantiu a classificação para as oitavas de final.

Nas oitavas, o clube da Floresta Negra teve sua atuação mais convincente, quando bateu o Hoffenheim por 4 a 1 e se colocou, definitivamente, como candidato a alcançar a final.

Na fase seguinte, o Freiburg também precisou se superar para avançar. O adversário das quartas de final foi o Bochum, time composto por uma defesa de qualidade. Nils Petersen e Sebastian Polter garantiram o empate no tempo regulamentar. Contudo, quando a partida se encaminhava para as penalidades, Roland Sallai, no último minuto, aproveitou o deslize da zaga e colocou o clube na semifinal.

Nas semis, o Freiburg eliminou o tradicional Hamburgo, fora de casa, vencendo por 3 a 1.

Do outro lado da chave, os Toros não enfrentaram tantas dificuldades para avançar até a final. A partida mais difícil do RB Leipzig foi justamente a semifinal contra o Union Berlin, que terminou em quinto lugar na Bundesliga. Dentre todos os adversários, a equipe da capital fora a única que conseguiu furar a defesa do time comandado por Domenico Tedesco. A partida só foi decidida nos minutos finais, com gol de Emil Forsberg, garantindo a vitória por 2 a 1.

Antes, o Leipzig eliminou Sandhausen, Babelsberg, Hansa Rostock e Hannover 96. O Union Berlin foi o único time da primeira divisão no caminho dos Touros até a decisão.

A importância dos técnicos

Na área técnica, há um duelo geracional de treinadores entre Christian Streich, no auge de seus 56 anos, e Domenico Tedesco, de apenas 36 anos.

Christian Streich está envolvido no ambiente do Freiburg desde 1995, quando assumiu o comando técnico do time de juniores. O experiente treinador assumiu a equipe profissional em 2011 e, desde então, permanece no cargo.

O time da Floresta Negra viveu momentos de altos e baixos nos últimos 11 anos sob o comando de Streich. A equipe foi rebaixada, conseguiu a promoção e se manteve na Bundesliga. Porém, na temporada atual, o Freiburg trouxe muitas alegrias ao torcedor, revelando grandes jogadores, como Schlotterbeck, e alcançando, não só a final da DFB-Pokal, mas, também, a classificação para a Europa League.

Completamente ovacionado em Brisgóvia, o treinador carrega todo o prestígio de quem elevou o patamar da equipe que comanda.

Do lado oposto, está Domenico Tedesco. O treinador não completou nem um ano no comando dos Toros, mas causou uma ótima impressão desde que chegou. Tedesco recuperou o espírito vencedor da equipe e somou 17 jogos sem perder.

O jovem comandante recuperou o bom futebol dos Toros e conseguiu recolocar seus comandados na próxima Liga dos Campeões, superando luta justamente contra o Freiburg até a última rodada, e na final da DFB-Pokal.

Prováveis escalações

Para a partida deste sábado, o Freiburg não poderá contar com Noah Weißhaupt, Kevin Schade e Yannik Keitel que sofrem com problemas de lesão.

Do outro lado, o RB Leipzig ainda coloca em dúvida a participação de Amadou Haidra, que sofreu uma lesão no joelho. Joško Gvardiol que sofreu de lesão durante algumas semanas pode retornar a equipe.

O Freiburg deve começar com: Flekken; Kubler, Lienhart, N. Schlotterbeck e Gunter; Eggestein e Hofler; Sallai, Jeong e Grifo; Holer

A provável escalação do RB Leipzig tem: Gulacsi; Simakan, Orban e Gvardiol; Mukiele, Laimer, Kampl e Angeliño; Olmo e Nkunku; André Silva

VAVEL Logo