Flamengo vence clássico contra Vasco e encosta na liderança do Brasileirão
Foto: Divulgação / Flamengo

O Rubro-negro está na briga pelo bicampeonato. Em jogo válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Flamengo bateu o Vasco por 2 a 0 na noite desta quinta-feira (4) no Maracanã. Os dois rivais vivem situações bem diferentes na tabela: enquanto o time de Rogério Ceni queria se aproximar da liderança do campeonato, o de Vanderlei Luxemburgo mirava se afastar da zona de rebaixamento.

O Flamengo aproveitou sua superioridade, principalmente na primeira etapa, e construiu a vitória com gols marcados por Gabigol e Bruno Henrique. 

Distribuição tática

Rogério Ceni trouxe um Flamengo em um 4-4-2 para o Maracanã. Com Hugo no gol, a zaga foi formada por William Arão e Gustavo Henrique e Isla e Filipe Luís completavam a defesa. No meio-campo, Diego e Gerson jogavam centralizados enquanto Éverton Ribeiro e Arrascaeta jogavam abertos nas laterais do campo. Lá na frente, a dupla de ataque foi Bruno Henrique e Gabigol. 

Já Vanderlei Luxemburgo trouxe um Vasco em um 4-1-4-1. Com Fernando Miguel no gol, a defesa foi formada por Marcelo Alves e Ricardo Graça na zaga e Léo Matos  e Henrique nas laterais. Na volância,  Bruno Gomes apoiava a defesa enquanto Leonardo Gil, Benítez, Yago Pikachu e Gabriel Pec trabalhavam mais avançados no meio-campo, para abastecer o centro-avante Germán Cano. 

Flamengo se aproveita da superioridade e cola na liderança

Não é novidade para ninguém que Flamengo e Vasco vivem situações completamente diferentes na tabela do Brasileirão. Enquanto o rubro-negro briga firme pelo título do campeonato, o Vasco aparece na outra metade da tabela, perto da zona de rebaixamento. O clássico carioca seria quente, principalmente porque o  Vasco precisava muito do resultado. 

O início do primeiro tempo mostrou que o Flamengo não teria dó da situação delicada de seu rival. Apesar do Vasco conseguir se defender bem nos primeiros minutos, quando o Flamengo passou a dominar a partida o time de Luxemburgo ficou sem saída ofensiva, já que Gabriel Pec não jogou bem e Benítez ficou sobrecarregado. 

Aos 12 minutos, Gabigol recebeu sozinho na área e ficou cara a cara com Fernando Miguel. Já aos 25, mais uma chance perdida por Gabigol, que recebeu belo cruzamento de Bruno Henrique, mas não conseguiu chegar na bola. Já aos 28, a chance de abrir o placar foi de Gerson, que deu um lindo chute após cortar Léo Gil e Bruno Gomes. Porém, o goleiro consegue um milagre e espalma pra fora. 

A única chance do Vasco no primeiro tempo foi aos 34, quando Benítez, ainda no campo de defesa, acionou Cano, mas o argentino recebeu em posição de impedimento. Já aos 36, a bola chegou mais uma vez com perigo no gol de Fernando Miguel: após cobrança de falta de ArrascaetaFilipe Luís cabeceia de costas, mas  Marcelo Alves desvia a bola para a linha de fundo. 

Já aos 45, o Flamengo finalmente chegou ao que queria: o gol. Após revisar um lance de Léo Matos e Bruno Henrique, o árbitro assinalou pênalti e Gabigol não desperdiçou. 

Os números do primeiro tempo só mostram a plena dominância do Flamengo no jogo, tanto na posse de bola (71%) , quanto nas finalizações. Foram quatro de dez chutes no gol de Fernando Miguel. Do outro lado, os problemas de saída ofensiva do Vasco, principalmente com Gabriel Pec, resultaram no número de finalizações e chutes ao gol do time na primeira etapa: zero. 

Para o segundo tempo, Luxa trouxe três alterações logo após o intervalo: saíram Pec, Benítez e Léo Matos para a entrada de Juninho, Ygor Catatau e Carlinhos. As mudanção surtiram efeito logo no início do jogo: aos 4 minutos, Catatau já tentou de longe, mas o goleiro Hugo fez a defesa. Já aos 5', Cano quase empatou o jogo após pegar de primeira dentro da área. 

Já aos 11, o Flamengo teve sua primeira grande chance no segundo tempo: após cobrança de escanteio, Gustavo Henrique cabeceou por cima do gol de Fernando Miguel. Já aos 19', a bola ficou viva na área do Vasco e sobrou livre para Arrascaeta. Porém, o uruguaio estava um pouco sem ângulo e mandou à direita do gol de Fernando Miguel. 

Já aos 23, o lance de mais perigo do Vasco: próximo à meia-lua, Yago Pikachu cobrou a falta direto e obrigou Hugo a fazer uma grande defesa.

Apesar da melhora do Vasco no segundo tempo, o que deixou o jogo bem mais equilibrado, o Flamengo chegou ao segundo gol aos 30. Após cobrança de escanteio de Everton Ribeiro, Bruno Henrique subiu sozinho para estufar as redes de Fernando Miguel. 

Já aos 37, Cano chegou mais uma vez e quase diminui a vantagem do placar. Após jogada pela esquerda, Henrique cruzou na área, Marcelo Alves cabeceou, e Cano dividiu com Hugo. Porém, a bola foi pra fora. Já aos 47, foi a vez de Carlinhos quase diminuir arriscando um foguete cruzado, mas a bola saiu direto pela linha de fundo.

Os números da segunda etapa provam o equilíbrio da segunda etapa, mas que o Vasco não foi ofensivo suficiente para empatar o jogo. Na segunda etapa, o time de Luxemburgo acertou três de seis chutes no gol de Hugo. Já do lado dos donos da casa, foram dois de sete chutes no gol de Fernando Miguel. 

Um dos principais destaques da partida ficou com Bruno Henrique, que além de marcar seu 100º gol na carreira, chegou a marca de 14 gols em 22 clássicos. O Gigante da Colina é sua principal vítima com 7 gols. 

Classificação e próximos jogos 

Com o resultado, o Flamengo permanece na vice-liderança, com 64 pontos, mas com o empate do líder fica apenas dois pontos longe do Internacional. Já o Vasco permanece fora da zona de rebaixamento, em 15º, mas sofre pressão pois o Sport (17º) tem dois pontos a menos e é o primeiro dentro da zona de rebaixamento. 

Na próxima rodada, o Flamengo volta a campo no domingo (07), às 20h30, visitando o RB Bragantino no Nabi Abi Chedid. Já na quarta-feira (10), às 19h15, o Vasco tem confronto direto na luta contra o rebaixamento: visita o Fortaleza  no Castelão

VAVEL Logo