Com gols no segundo tempo, São Paulo e Palmeiras empatam pela Copa Libertadores
Emiliano Rigoni e Gustavo Gómez no confronto entre São Paulo e Palmeiras pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores (Foto: Reprodução/ Twitter Conmebol)

São Paulo e Palmeiras se enfrentaram nesta terça-feira (10), no Morumbi, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores. Em partida disputada, o Choque-Rei terminou empatado por 1 a 1, com todos os gols anotados na segunda etapa. Luan colocou os mandantes à frente, mas Patrick de Paula, em cobrança de falta, deixou tudo igual.

Posse de bola e jogo de transição

O São Paulo precisou de apenas dois minutos para concluir sua primeira finalização na partida. Após cobrança de escanteio de Daniel Alves, Weverton desviou de soco e a bola sobrou para Luan na entrada da área. Sem marcação, o volante são-paulino emendou de chapa e o chute passou perto do gol.

Os mandantes chegaram a possuir 76% de posse de bola, mas sem criar nenhuma jogada de perigo até os 14 minutos. Pelo lado direito do gramado, Daniel Alves, com o pé esquerdo, lançou para Gabriel Sara dentro da área, que chegou batendo de primeira. No entanto, Weverton mandou a finalização para a linha de fundo.

Na sequência, na segunda cobrança de escanteio dos mandantes, o camisa 10 cobrou curto para Rigoni. O argentino ajeitou com a direita e cruzou na área. Ninguém desviou a bola e obrigou o goleiro palmeirense a fazer grande defesa.

A primeira chegada com perigo do Palmeiras foi apenas aos 20. Dudu cobrou escanteio no primeiro pau e Renan desviou de cabeça, mas mandou para fora. Um minuto mais tarde, após grande jogada de Dudu, o atacante rolou para Breno Lopes, que estava livre na área. O camisa 19 optou pela finalização ao invés de rolar para Rony, sem marcação, porém o chute saiu pela linha de fundo.

Os 45 minutos iniciais seguiu o roteiro do jogo: o São Paulo com mais posse de bola, mas sem objetividade, e o Palmeiras jogando recuado esperando um erro dos mandantes. A história do primeiro tempo poderia ser diferente na reta final. Aos 39, Dudu, mais uma vez, encontrou Breno Lopes pela direita, livre, mas o atacante escorregou e desperdiçou a oportunidade. Em seguida, Gabriel Sara arriscou uma bomba de longe e a bola passou pela trave esquerda de Weverton.

A primeira etapa encerrou-se com o marcador zerado no placar, mas com duas equipes, ainda que com suas particularidades, buscando o tento na partida. 

Protagonismo caseiro

Assim como no primeiro tempo, o time de Hernán Crespo entrou em campo na segunda etapa a todo vapor. Com menos de um minuto, Rodrigo Nestor arrancou pela direita, invadiu a área e chutou mesclado, facilitando a defesa do arqueiro palmeirense.

Após o intervalo, Abel Ferreira apostou na entrada de Wesley no lugar de Breno Lopes. Aos sete minutos, o camisa 11 rabiscou em cima de Miranda e Daniel Alves e cruzou para o meio da área. A bola explodiu na zaga Tricolor e saiu por cima do travessão de Tiago Volpi.

Logo depois do susto, o São Paulo saiu à frente do placar aos nove minutos. Após blitz dentro da área e sequência de defesas de Weverton, Luan pegou o rebote de esquerda e estufou as redes. 1 a 0 para os mandantes.

Com vantagem no placar, o Tricolor não estava com pressa para criar novas oportunidades. A equipe comandada por Crespo só foi chegar mais uma vez aos 21. Sara recebeu da intermediária e mandou um pombo sem asa em direção ao gol. Mais uma vez, Weverton se esticou inteiro e evitou o segundo gol são-paulino na partida. 

O empate do time Alviverde veio aos 28 minutos. Patrick de Paula, de longe, cobrou falta no cantinho e surpreendeu Volpi. O goleiro até tocou na bola com a ponta dos dedos, mas não foi suficiente para defender o chute do volante.

O empate em 1 a 1 dá vantagem ao Palmeiras no jogo de volta. Se as equipes empatarem sem gols no jogo de volta, a equipe Alviverde assegura a vaga às semifinais. Quem vencer se garante na próxima fase, enquanto um empate por mais de dois gols classifica o São Paulo.

Próximo confronto

As equipes se enfrentam pelo jogo de volta das quartas de final da Copa Libertadores no Allianz Parque, em São Paulo, na próxima terça-feira (17), às 21h30. No entanto, ambos os times têm compromissos pelo Campeonato Brasileiro no sábado (14). O São Paulo recebe o Grêmio, no Morumbi, às 21h. Já o Palmeiras viaja a Belo Horizonte para enfrentar o Atlético-MG, no Mineirão, às 19h.

VAVEL Logo