Operário-PR e Náutico se enfrentam em crise pela Série B
Divulgação/OFEC

O Operário-PR recebe o Náutico nesta sexta-feira, às 21h30, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, pela 28ª rodada da Série B. As duas equipes se encontram em momentos muito parecidos. O Fantasma não vence há sete partidas, enquanto Timbu acumula cinco derrotas consecutivas.

Operário-PR e Náutico vêm de resultados negativos. A equipe paranaense foi superada pelo Vila Nova fora de casa. Já o time alvirrubro, por sua vez, perdeu para o CRB na Arena de Pernambuco.

Fantasma e Timbu estão colados na classificação. O Náutico é o 11º colocado, com 35 pontos. Logo em seguida, aparece o Operário-PR, que soma 34.

Sem técnico e pressionado

Com a queda de Matheus Costa, quem comanda o Operário-PR na partida desta noite é o auxiliar Leandro Niehues. O técnico interino tem problemas para escalar a equipe. Fábio Alemão, que foi expulso na último jogo, cumpre suspensão automática. Vinicius Guedes e Rafael Longuine brigaram pela vaga no time titular.

Divulgação/OFEC
Divulgação/OFEC

Tomas Bastos, Leandrinho, Jean Carlo e Rafael Chorão seguem se recuperando de lesões e também estão fora. Em transição, Rafael Bonfim é dúvida.

Provável escalação: Simão; Alex Silva, Odivan, Reniê e Djalma Silva; Leandro Vilela, Marcelo e Alan (Rafael Longuine); Rafael Oller, Thomaz e Paulo Sérgio.

Desfalcado, mas reforçado

O Náutico vive um momento muito conturbado. A equipe do técnico Hélio dos Anjos tem apenas uma vitória nos últimos quatorze jogos. Além disso, contra o Operário-PR, o Timbu não terá em campo seu principal jogador. O meia Jean Carlos cumpre suspensão automática e desfalca o time alvirrubro. Luiz Henrique e Vargas disputam a titularidade.

Em contrapartida, Caio Dantas, recuperado de lesão muscular, volta a ficar à disposição. O goleiro Anderson, o lateral-direito Jefferson e o volante Matheus Jesus, contratados nesta semana, estão regularizados e aumentam as opções de Hélio para escalar a equipe.

Divulgação/Náutico
Divulgação/Náutico

Provável escalação: Anderson; Hereda (Thássio), Camutanga, Rafael Ribeiro e Júnior Tavares; Matheus Trindade, Rhaldney e Luiz Henrique (Vargas); Jaílson, Vinícius e Álvaro.

Arbitragem

Edina Alves Batista apita a partida, auxiliada por Neuza Inês Back e Leila Naiara da Cruz. O VAR ficará sob o comando de Daiane Caroline Muniz dos Santos. O quarteto é de São Paulo.

VAVEL Logo