Sport se torna segundo time com mais semifinais de Nordestão
Foto: Divulgação/Sport

Depois da classificação histórica nos pênaltis na última terça-feira (22), diante do CSA, no Rei Pelé, em Alagoas, o Sport disputará a 10º semifinal na Copa do Nordeste e se tornou o segundo time com mais participações na reta final da competição, empatado com o Vitória.

O Nordestão que teve início em 1994, não teve disputa entre 1995 e 1996, entre 2004 à 2009 e depois entre 2011 à 2012. A Copa do Nordeste atual é a 18º edição da competição. O Sport foi campeão do regional em três oportunidades, foi vice duas vezes, chegou na terceira colocação uma vez e em quarto em três momentos.

1994 - Campeão

Na primeira edição, o Leão da Ilha se tornou o campeão inaugural da competição. Na primeira fase, venceu os três jogos contra CRB, Fortaleza e Vitória e terminou líder do Grupo C. 

Na segunda fase, o Sport encarou o América-RN e venceu por 3 a 0 em jogo único na Ilha do Retiro. Na semi, o time pernambucano eliminou o Bahia nos pênaltis por 4 a 3 em também jogo único. Na grande decisão, empate em 0 a 0 no tempo normal e vitória leonina diante do CRB nos pênaltis por 4 a 2.

1997 - 4º colocado

Após dois anos sem Copa do Nordeste, a competição voltou a ser disputada em 1997. A competição dessa vez foi disputada em sistema de mata-mata começando das oitavas de finais.

Já nas oitavas, o Sport eliminou o Botafogo-PB com duas vitórias. 4 a 1 e 3 a 0. Nas quartas, vitória por 4 a 0 e um empate por 0 a 0 contra o ABC. A queda do Leão aconteceu na semifinal. Após empate em 0 a 0 em Salvador contra o Bahia, na Ilha do Retiro deu 1 a 1 e o time baiano se classificou para a decisão pelo saldo de gol fora.

1999 - 3º colocado

Dois anos depois, o Sport voltou a disputar uma semifinal. Na primeira fase, o Leão disputou seis partidas e terminou em segundo lugar do Grupo B, junto com Botafogo-PB, Baraúnas do Rio Grande do Norte e Campinense. Passou da primeira fase de forma invicta, com três vitórias e três empates, tendo o segundo melhor ataque com 16 gols marcados.

Já nas quartas, O Leão encarou o Sergipe e venceu os dois confrontos: 2 a 0 e 2 a 1. Já nas quartas, O Leão encarou o Sergipe e venceu os dois confrontos: 2 a 0 e 2 a 1. Na semi, disputou contra o Vitória, onde perdeu nos pênaltis por 4 a 2.

2000 - Campeão

O Sport voltou a ser campeão nordestino depois de seis anos. Em 2000, o Leão passou da fase de grupos com cinco vitórias e uma derrota nos seis jogos. O Grupo A tinha Poções da Bahia, Botafogo-PB e CSA.

Nas quartas, uma grande emoção. Após perder o primeiro jogo para o Treze na Paraíba por 2 a 0, o Sport reverteu o placar e venceu por 3 a 0 no Recife e se classificou. Na semi, enfrentou o Poções, que tinha encarado na fase de grupos. Empate por 1 a 1 no jogo da ida e triunfo por 2 a 0 na Ilha do Retiro.

Na decisão, um adversário que já estava virando comum na competição: o Vitória. Só que dessa vez, deu certo para o Leão pernambucano. Depois de dois empates por 2 a 2, o Sport foi campeão por ter feito melhor campanha ao longo do campeonato.

2001 - Vice

O regulamento da Copa do Nordeste já tinha mudado de formato. No lugar da primeira fase ser em grupos, foi em pontos corridos entre 16 equipes e em apenas jogo único. O Sport terminou em quarto na classificação

Na semifinal, encarou o rival Náutico em jogo único nos Aflitos com 21 mil pessoas. Deu Sport por 1 a 0, com gol de Ricardinho aos 27 minutos do segundo tempo. Na grande decisão, outro rival, só que de outro estado: o Bahia. A final foi disputada em jogo único no Estádio da Fonte Nova, em Salvador. O Leão perdeu por 3 a 1, com Leomar marcando o único gol pernambucano.

2014 - Campeão

Depois de um período sem ter a Copa do Nordeste, o Sport voltou a chegar na fase final em 2014. O Leão era comandado por Eduardo Baptista, filho de Nelsinho Baptista, técnico campeão da Copa do Brasil em 2008 com o Leão. Na primeira fase, o Sport passou sufoco. Com quase 96% de chances de ser eliminado já na fase de grupos, a equipe rubro-negra ganhou forças após o Botafogo-PB perder quatro pontos por escalar dois jogadores irregulares. 

Nos primeiros jogos, o Náutico foi até a Ilha do Retiro e comandado por Lisca, venceu o Leão por 1 a 0 com gol de Zé Mário e encerrou um jejum de quase 10 anos sem vencer na casa rubro-negra. O Sport terminou a fase de grupos na segunda posição com oito pontos, ficando atrás do Guarany de Sobral.

No primeiro confronto do mata-mata, emoção por parte dos rubro-negros. O Sport venceu o CSA na ida por 2 a 0 e na volta, perdeu por 1 a 0. Na semi, o Clássico das Multidões contra o Santa Cruz. O Leão venceu as duas partidas por 2 a 0 e 2 a 1 e se garantiu na decisão contra o Ceará.

Na ida da final, 25 mil torcedores na Ilha do Retiro presenciaram a vitória por 2 a 0, com gols de Neto Baiano e Danilo já na reta final. Na volta, a Arena Castelão, recém reformada para a Copa do Mundo de 2014, com 61 mil torcedores, viram um empate entre as equipes que deu o título ao Leão da Ilha. Magno Alves abriu o placar aos 41 minutos da etapa inicial, enquanto Neto Baiano empatou de pênalti aos seis minutos do segundo tempo.

Foto: Divulgação/CBF
Foto: Divulgação/CBF

2015 - 3º colocado

Um ano após o título, o Sport voltou a chegar na reta final da competição. Liderança na fase de grupo com 10 pontos. Coruripe, Sampaio Corrêa e Socorrense-MA foram os adversários. Nas quartas, duelo difícil contra o Fortaleza. Após uma vitória e uma derrota por 1 a 0, o Sport passou nos pênaltis por 4 a 2, com boa peformace do goleiro Magrão. Na semi, confronto contra o Bahia. No jogo da ida, 0 a 0 no Recife. Na volta, deu Tricolor de Aço por 3 a 2 em um grande jogo na Arena Fonte Nova.

2016 - 4º colocado

Ficar entre os quatro estava se tornando comum para os torcedores do Sport. Em 2016, o Leão passou em primeiro com 11 pontos no grupo com Fortaleza, Ríver-PI e Botafogo-PB.

Já no mata-mata, a equipe recifense passou pelo CRB mas quartas. Após derrota por 2 a 1 no jogo da ida, o Sport venceu na Ilha do Retiro por 1 a 0. Pelo gol fora, garantiu vaga na semifinal.

No primeiro confronto da semi, o Sport venceu o Campinense por 1 a 0 na Ilha do Retiro. Mas na volta, perdeu pelo mesmo placar e caiu nos pênaltis por 3 a 1. A equipe de Campina Grande disputou a final contra o Santa Cruz e perdeu.

2017 - Vice

Quatro anos depois, o Sport voltava a disputar uma final de Copa do Nordeste. Na fase de grupos, o Leão passou na liderança com 13 pontos, após enfrentar Ríver-PI, Sampaio Corrêa e Juazeirense.

Nas quartas, confronto com muita emoção diante do Campinense, equipe que tinha eliminado o próprio Leão em 2016. Na ida, em Campina Grande, 3 a 1 para os mandantes. Na volta, o Sport devolveu o mesmo placar por 3 a 1 e a decisão foi para os pênaltis, onde a estrela de Magrão brilhou e a equipe pernambucana passou por 4 a 2.

Na semi, outro Clássico das Multidões e cheio de rivalidade. O Santa Cruz venceu na Ilha do Retiro por 2 a 1, com Halef Pitbull indo comemorar em cima do escudo rubro-negro em plena Ilha do Retiro. Na volta disputada no Arruda, jogo marcado por expulsões, brigas e muita emoção. O Sport venceu por 2 a 0, com gols de Everton Felipe e André já na reta final. No fim da partida, muita provocação dos jogadores e torcedores rubro-negros.

Bahia e Sport voltaram a se enfrentar mais uma vez na Copa do Nordeste, só que agora, na final, assim como em 2001. Na Ilha, jogo muito equilibrado e empate por 1 a 1. Na volta, com uma Arena Fonte Nova lotada, o Bahia não teve dificuldades e com um a mais quase todo os 90 minutos, venceu por 1 a 0 e conquistou a competição.

2022 - Semi (Em andamento)

Após um período sem disputar a competição, depois de uma decisão do então presidente Arnaldo Barros, o Sport acumulou fiascos na competição e só voltou a reta final da competição neste ano de 2022.

Na atual edição, o Leão terminou a fase de grupos na terceira posição, atrás do Fortaleza e CSA. Na última terça-feira (22), a equipe comandada por Gilmar Dal Pozzo foi até Alagoas, encarar o CSA, que era favorito no confronto. Após muita chuva, jogo equilibrado e 0 a 0 no tempo normal, a decisão foi para os pênaltis, onde o goleiro Mailson brilhou e pegou três cobranças, dando assim, a vaga por 3 a 1 ao Leão, que encara na semifinal o vencedor de Ceará e CRB.

VAVEL Logo