Em jogo único, Parana e Londrina disputam vaga na final da Taça Caio Júnior
Foto: Divulgação / Paraná

O domingo (25) reserva grandes emoções para os amantes do futebol paranaense. Em uma das semifinais da Taça Caio Júnior, segundo turno do Campeonato Paranaense, Paraná e Londrina jogam por uma vaga na final contra o vencedor do outro confronto entre Atlético-PR e Maringá, em caso de empate entre as duas equipes o jogo irá para os pênaltis. A partida acontecerá às 16h, na Vila Capanema.

Expectativas no Tricolor

Foto: Geraldo Bubniak / Paraná

O Paraná Clube foi o melhor time da fase de grupos da Taça Caio Júnior, com 86,67% de aproveitamento. Vindo de quatro vitórias seguidas, o Tricolor recebe o Londrina pelas semifinais e desponta como grande favorito para a partida. “Os jogadores estão assimilando nossas ideias. Com os resultados positivos vem a confiança e, aí, fica tudo mais fácil”, disse Rogério Micale, sobre a fase boa que o Tricolor da Vila vem passando.

O desempenho no segundo turno vem indo contra tudo aquilo que o time apresentou na primeira taça, onde em 6 jogos somou apenas 5 pontos. Um dos que se firmaram como titular foi o zagueiro Rayan, que em coletiva após o último jogo falou sobre esse fato: “O grupo reagiu. Sabíamos que aquele rendimento não era compatível com a grandeza do clube. Os jogadores se cobraram mais e, a partir daí, as coisas foram melhorando”, disse ele. Invicto até então, o técnico Rogério Micale projeta um jogo equilibrado e decidido nos detalhes.

As duas equipes já haviam se enfrentado esse ano pelo primeiro turno, empatando por um a um na Vila Capanema. O Tricolor conta com o tabu a favor, sendo em 2009 a última vez que perdeu pro Londrina em Curitiba. Desde lá, venceu pelo Paranaense de 2013, pela Série B de 2016 e pela Série B de 2017, todas pelo placar de 2 a 1, deixando assim o clássico ainda mais apimentado.

Para o duelo de domingo, o Paraná conta com o desfalque do volante Jhonny Lucas, que está com a seleção brasileira sub-20,  e as voltas do ponta Diego Gonçalves e do lateral-esquerdo Mansur. Os dois cumpriram suspensão por cartões amarelos no último jogo. O zagueiro Neris, com dores musculares, ainda é duvida.

Londrina confiante

Foto: Gustavo Oliveira/LEC

Marquinhos Santos, técnico do Tubarão, espera um clássico equilibrado mesmo levando em conta a diferença de campanhas entre as duas equipes.  Apesar do Paraná ter fechado a fase com a melhor campanha, o treinador do Londrina destaca que os dois times percorreram caminhos parecidos e vivem um momento de evolução. 

"Agora é outro jogo, são 50% para cada lado. É um grande adversário, que vem em uma crescente, com um grande trabalho do (Rogério) Micale. São dois treinadores que chegaram no decorrer da competição e conseguiram desenvolver um trabalho e levar as equipes à semifinal", afirmou o comandante.

O Tubarão vem confiante para o confronto, já que em sua última partida pelo campeonato, o time do interior goleou o Rio Branco por quatro a um e através de uma combinação de resultados avançou à semifinal. O elenco se mostra entusiasmado em quebrar o tabu de quase dez anos sem ganhar do rival na cidade de Curitiba. O time de Marquinhos Santos vem com força máxima para o duelo e não apresenta desfalques.

Histórico de confrontos

53 jogos
21 vitórias do Paraná
17 empates
15 vitórias do Londrina

Ingressos

Curva Norte: R$ 60 / R$ 30 (meia)

Reta do Relógio: R$ 80 / R$ 40 (meia)

Arquibancada Social: R$ 90 / R$ 45 (meia)

Cadeira: R$ 100 / R$ 50 (meia)

Cativa: R$ 50

Camarote: R$ 100 / R$ 50 (meia)

Visitante: R$ 60 / R$ 30 (meia)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VAVEL Logo