Paraná e Ponte Preta jogam em busca da liderança da Série B
Foto: Geraldo Bubniak / Paraná Clube

Três vitórias, dois empates e uma derrota. Esta é a trajetória de Paraná Clube e Ponte Preta no início da Série B, o equivalente a um aproveitamento de 61,1%. Nesta terça-feira (1º), os times se enfrentam em Curitiba, às 19h15.

Paraná e Ponte Preta somam 11 pontos, dois a menos do que o líder Cuiabá. O time mato-grossense encara o Botafogo-SP rodada e se tropeçar pode ser ultrapassado por um dos rivais que se enfrentam nesta noite. 

No último confronto entre as equipes, em setembro de 2019, Jenison abriu o placar e Roger empatou para a Ponte Preta.

Paraná Clube vive uma gangorra na Série B

Apesar da mesma campanha, o momento do tricolor é diferente do rival. O time começou o campeonato com empate diante do Confiança, acumulou três vitórias e agora está há três jogos sem vencer - incluindo a eliminação para o Botafogo na Copa do Brasil. No último final de semana a equipe também perdeu para o Vitória.

"Sabemos da dificuldade que vai ser o jogo. É uma equipe qualificada e bem treinada, mas o perfil do nosso elenco está muito bem traçado. É um grupo determinado, que vem se entregando do início do fim da partida. Pensamos sempre em fazer o Paraná grande", declarou o técnico Allan Aal sobre o adversário da vez.

Provável escalação do Paraná Clube: Alisson; Paulo Henrique, Thales, Fabrício e Jean; Jhony Douglas, Higor Meritão e Renan Bressan; Gabriel Pires, Andrey e Bruno Gomes.

Embalada, Ponte Preta mira o topo

O time de Campinas defende uma invencibilidade de seis jogos - a última derrota foi 1 a 0 para o América-MG na estreia da Série B. Desde então foram dois empates e quatro vitórias consecutivas.

A tendência é manter a base do time, mas é possível que João Brigatti preserve alguns jogadores para minimizar o desgaste físico.

"A gente vem de uma sequência de jogos pesados e viagens, e isso depois de uma paralisação de quatro meses e uma sequência a desgastante no Paulista, de onde saímos da última posição para as semifinais. Série B é guerra, determinação e imposição física. Nossa equipe entende isso e sabe que nosso objetivo é o acesso", comentou o técnico.

Provável escalação da Ponte Preta: Ivan, Apodi, Luizão, Alisson e Guilherme Lazaroni; Luis Oyama, Neto Moura, Ernandes (Danrley) e João Paulo; Moisés e Matheus Peixoto.

VAVEL Logo