Brasil está invicto em confrontos contra Croácia; confira histórico
Último confronto em Copas foi em 2014, em São Paulo (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Nesta sexta-feira, a Seleção Brasileira volta a campo para enfrentar a Croácia, pelas quartas de final da Copa do Mundo. A partida será às 12h, no estádio Cidade da Educação, em Doha. Pela primeira vez na história, os dois países se encontram em um mata-mata da competição.

Ao todo, as equipes se enfrentaram cinco vezes, com três vitórias dos brasileiros e dois empates. Pelo mundial, as seleções duelaram em duas oportunidades, ambas pela fase de grupos. A seleção brasileira levou a melhor nas partidas e, novamente diante dos croatas, buscam manter os 100% no próximo confronto.

  • O duelo em amistosos

A primeira vez que os países se enfrentaram foi em 1996. O Brasil, comandado por Zagallo, se preparava para os jogos olímpicos e jogou contra a Croácia em Manaus. A partida terminou empatada em 1 a 1, com o gol brasileiro sendo marcado pelo atacante Sávio.

O segundo encontro também foi em amistoso, disputado em 2005. Desta vez, jogando em território croata, o resultado mais uma vez foi a igualdade. A seleção do leste europeu saiu na frente com gol marcado por Niko Kranjcar, aos 32 minutos da primeira etapa, numa falha do zagueiro Juan, que tocou errado para o goleiro Dida. A seleção canarinho empatou dez minutos depois em uma bela cobrança de falta de Ricardinho.

O terceiro e último amistoso foi em 2018, quando as duas seleções se preparavam para a Copa do Mundo da Rússia. Desta vez, o Brasil venceu por 2 a 0, com gols marcados por Neymar, que voltava a campo depois de se recuperar de uma lesão no pé direito, e de Roberto Firmino.

  • Os confrontos em Copas

O duelo entre Brasil e Croácia é cercado de coincidências na maior competição do futebol. Este será o terceiro duelo na Copa do Mundo e, novamente, acontece após um intervalo de oito anos. Os duelos anteriores aconteceram nas Copas da Alemanha (2006) e do Brasil (2014).

Em 2006, a seleção chegou à Alemanha cercada de grandes expectativas, principalmente pelo "quadrado mágico" formado por Ronaldinho, Kaká, Adriano e Ronaldo. Porém, a equipe nunca entregou em campo o que se esperava. No primeiro jogo diante dos croatas, o golaço de Kaká selou a vitória magra por 1 a 0.

Na Copa de 2014, as duas seleções se encontraram novamente dividindo o mesmo grupo e, novamente, na abertura do grupo que dividiram. Jogando em São Paulo, os croatas fizeram jogo duro e até saíram na frente com um gol contra de Marcelo, mas a seleção brasileira virou o jogo com dois gols de Neymar e um de Oscar e venceu por 3 a 1.

  • Brasil x Iugoslávia

Antes de sua independência, que entrou em vigor no dia 8 de outubro de 1991, a Croácia fazia parte da antiga Iugoslávia . Foram 14 jogos disputados entre amistosos e competições oficiais entre iugoslavos e brasileiros, com seis vitórias da seleção brasileira, duas do extinto país e seis empates.

Desses duelos, quatro foram realizados em Copas do Mundo, com uma vitória para cada lado e dois empates. 

  • Como chegam as equipes

Após vencer por 4 a 1 sobre a Coreia do Sul e avançar pela oitava vez seguida da fase de oitavas de final, o Brasil busca quebrar dois tabus na próxima partida: voltar à semifinal depois de oito anos e eliminar uma seleção europeia depois de vinte anos.

A última vez que a seleção canarinho superou um adversário do velho continente em mata-mata foi na final de 2002, quando conquistou o pentacampeonato em cima da Alemanha. De lá pra cá, foram quatro confrontos e quatro derrotas: França (2006), Holanda (2010), Alemanha (2014) e Bélgica (2018).

A Croácia, por sua vez, chega às quartas de final pela terceira vez em sua história após eliminar o Japão nos pênaltis. Desde que se tornou um país independente, os croatas nunca foram eliminados nesta etapa do torneio.

Em 1998, com a geração comandada em campo por Suker e Boban, os croatas eliminaram a Alemanha, e em 2018 superaram a Rússia, anfitriã da competição. O objetivo da seleção de Modric e cia agora é conquistar a primeira vitória em cima da seleção brasileira.

VAVEL Logo