LoL: Invictus Gaming se sagra campeã do Mundial 2018
Foto: Divulgação/LoL Esports

LoL: Invictus Gaming se sagra campeã do Mundial 2018

Chineses não tomaram conhecimento da Fnatic e atropelaram os ocidentais com um 3 a 0 limpo

yumasashy
João Pedro Ribeiro Leandro

Este sábado (3) foi um dia histórico para o League of Legends. Em Incheon, na Coréia do Sul, a chinesa Invictus Gaming se sagrou campeã mundial da modalidade após um 3 a 0 limpo contra a Fnatic. O caçador Gao “Ning” Zhen-Ning foi eleito o MVP das Finais, levando a região chinesa (LPL) ao seu primeiro título do Mundial.

Após uma semana de hype intenso sobre esse confronto, os chineses mostraram que estavam mais do que prontos para levantarem a Summoner's Cup. Com confrontos tranquilos, eles jogando com picks confortáveis. A IG destroçou as esperanças dos ocidentais da Fnatic, que pareciam estar lá apenas para cumprir o papel de segundo lugar na grande história da IG.

(Foto: Divulgação/LoL Esports)
(Foto: Divulgação/LoL Esports)

Após uma cerimônia de abertura que contou com astros do K-pop, hologramas das skins K/DA e a performance da música tema desse mundial, RISE, a batalha no Rift começou com um jogo onde a IG conseguiu anular o mid adversário Caps, que mal conseguiu jogar contra Rookie. Nesse jogo 1, a Fnatic claramente não previu bem os picks da Invictus e acabou tendo que lidar com o Sion de TheShy sem dano mágico na equipe e uma performance magistral de Rookie, não dando chances para os Fanáticos. Antes do jogo acabar o atirador JackeyLove ainda conseguiu um belo Quadra Kill!

No jogo 2, quem brilhou foi o caçador Ning, com seu Gragas de Poder de Habilidade. Conseguindo a enorme vantagem no early game, Ning comprou itens de penetração mágica como o Orbe do Oblívio e os Sapatos do Filme, o que tornou seu burst muito grande para a equipe da Fnatic lidar. Além de ganharem na jungle, a IG neutralizou o top adversário Bwipo, que terminou o jogo com o AMA 2/8/2, mostrando que o acampamento que Ning montou na rota de TheShy funcionou muito bem. Então, após uma chamada desesperada de Barão pela Fnatic, a IG fez a limpa nos europeus e marchou para a vitória.

No terceiro, e decisivo, jogo a Fnatic fez uma alteração, substituindo Bwipo pelo veterano sOAZ, já que o top laner não estava tendo uma boa atuação na série. Mesmo com a mudança, não houve dificuldades para TheShy em lidar com o novo topo da Fnatic e, mesmo com um early game ligeiramente melhor, os ocidentais viram a IG tomar total controle da situação após uma luta aos 11 minutos de jogo. A Fnatic se recuperar com um Barão e diminuiu a vantagem avassaladora dos inimigos, mas não conseguiu de fato voltar para o jogo e acabou sofrendo o 3 a 0.

+ Confira ofertas de nosso parceiro Futfanatics

No pós-jogo as emoções estavam à flor da pele em ambos os lados, o atirador da Fnatic, Rekkles, estava visivelmente abatido pela derrota, já o mid laner da IG, Rookie, estava chorando de felicidade pela conquista. 

Este foi um ano atípico, no qual a supremacia coreana foi quebrada em torneios internacionais e a LPL foi dominante pela primeira vez.

VAVEL Logo