Dado Cavalcanti espera adaptação de titulares do Paysandu contra São Raimundo: "É um fato novo"
Treinador bicolor pede foco ao grupo somente no confronto diante do Pantera Negra (Foto: Fernando Torres/Paysandu)

Embalado pela goleada sobre o Castanhal, o Paysandu vive boa fase e está próximo de vaga às semifinais do Campeonato Paraense 2018. Um passo importantes rumo ao objetivo pode ser dado nesse sábado (3), ao enfrentar o São Raimundo pela 8ª rodada, às 20h no Barbalhão em Santarém.

Para a partida, o técnico Dado Cavalcanti promoveu sete novidades nos titulares, sendo três forçadas por suspensão. Apesar das mexidas, Dado espera que as peças consigam desempenhar bom entrosamento ao entrarem em campo, mas mantendo a cautela para buscar a vitória no duelo.

"Vamos enfrentar uma equipe bastante qualificada e que está fazendo uma boa campanha. Chegamos para o duelo com algumas alterações, diferente dos jogos passados em que a gente sempre repetia a maioria da nossa escalação. É um fato novo, mas nós teremos que nos adaptar rápido para poder trazer a vitória", assegurou o comandante, que quer o foco exclusivo no Pantera Negra.

Magno volta a ser relacionado no Papão, mas deve ser opção no banco de reservas (Foto: Fernando Torres/Paysandu)
Magno volta a ser relacionado no Papão, mas deve ficar entre os reservas (Foto: Fernando Torres/Paysandu)

"Nosso pensamento é só sobre o jogo contra o São Raimundo. Depois disso, a gente avalia e analisa o que tem nas mãos para juntar todos os cacos, quem está se recuperando e aí já pensa no nosso próximo jogo, que vai ser diante do Santos-AP. É assim que pensamos e executamos aqui dentro do Paysandu", encerrou.

Recuperado de lesão no joelho direito e de volta após dez dias ausente das partidas, o atacante Magno é uma das novidades nos relacionados do bicolor. Apesar das alterações, o jogador vai ficar como opção entre os reservas, já que ainda não está com o ritmo ideal, porém se mostra disposto a atuar.

"Depois que Dado chegou, fiz boas partidas, mas esse estiramento do ligamento medial colateral me atrapalhou. Minha recuperação foi boa, ocorreu tudo bem, pois eu sentia muitas dores nessa região, já que me atrapalhavam ao bater na bola e em alguns movimentos. Agora estou bem, pronto para ajudar o Paysandu, seja como titular ou entrando no decorrer da partida", afirmou o centroavante.

VAVEL Logo