CSA suporta pressão do Paysandu, empata sem gols fora de casa e segue no G-4
Fenando Torres/Paysandu

CSA suporta pressão do Paysandu, empata sem gols fora de casa e segue no G-4

Mesmo dentro de casa e diante da torcida, Papão da Curuzu não conseguiu passar pelo bloqueio alagoano, apesar de ter pressionado na etapa final

tainanmelo
Taynã Melo

Finalizações não faltaram. Chances perigosas de gol, também não. Mas o placar não foi movimentado no duelo entre Paysandu x CSA. O jogo foi realizado na noite deste sábado (16), no Estádio da Curuzu, em Belém/PA, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B 2018. Os donos da casa estiveram muito mais presentes no ataque, com uma formação mais ofensiva, mas não funcionou. Por outro lado, os visitantes mantiveram a estratégia de fortalecer a marcação e saíram com um ponto importante do Norte do Brasil.

Embora jogasse fora de casa, os alagoanos tiveram a primeira boa oportunidade de abrir o placar. Aos seis minutos, Niltinho recebeu dentro da área e chutou rasteiro. O goleiro Renan Rocha deu rebote e Daniel Costa não aproveitou. Aos poucos, os paraenses começavam a invadir o campo ofensivo e dominar a partida. O primeiro lance de ataque foi de Cassiano, aos dez minutos. O atacante recebeu passe de Dionatã, mas arriscou fraco, o que facilitou a defesa de Mota. Depois, foi a vez do próprio Dionatã tentar balançar as redes em um ótimo chute, mas o arqueiro azulino fez providencial defesa. Os visitantes tentavam incomodar após lançamentos longos e cruzamentos. Não deu certo. Restou a bola parada. Daniel Costa cobrou falta de longe com força, mas Renan Rocha caiu para fazer a defesa.

Fernando Torres/Paysandu

No segundo tempo, o técnico Dado Cavalcanti promoveu a entrada de Pedro Carmona no meio de campo com o objetivo de deixar o Paysandu ainda mais veloz no ataque. A estratégia resultou em uma maior presença do time bicolor na área adversária, o que resultou em um aumento considerável na quantidade de finalizações. O CSA tinha dificuldades em construir as jogadas na frente e, por isso, incomodou pouco.

O Papão teve a chance de abrir vantagem em dois lances consecutivos. No primeiro, Dionatã alçou bola na área, Mota saiu mal e Leandro Costa evitou o gol. Na jogada seguinte, Pedro Carmona cruzou, o goleiro azulino falhou mais uma vez, mas Diego Ivo não aproveitou. Com o tempo, os paraenses tentaram encurralar ainda mais o oponente, mas encontravam dificuldades em furar o bloqueio. Pela ineficiência ofensiva dos dois times, o zero não saiu do placar.

Com o resultado, as equipes acumulam três jogos sem vitória. O Papão da Curuzu sofre mais com a instabilidade e ocupa a oitava posição, com 16 pontos ganhos. O Azulão do Mutange caiu duas posições na tabela de classificação, mas permaneceu dentro do G-4, com 20 pontos, na quarta colocação. As equipes voltam a entrar em campo no decorrer desta semana. O CSA encara a Ponte Preta na próxima terça-feira (19), no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas/SP. Por sua vez, o Paysandu mede forças contra o CRB, às 21 horas do sábado (23), no Estádio Rei Pelé, em Maceió/AL.

VAVEL Logo
CHAT