#BrasileirãoNaVAVEL: Confira a escalação de jogadores badalados que precisam provar seu valor
Foto: Divulgação / Fluminense

O Campeonato Brasileiro chega cercado de dúvidas em relação à volta do futebol no meio da pandemia de Covid-19. Para muitos jogadores, porém, a expectativa e as dúvidas não dizem respeito apenas à competição, mas também ao seu desempenho individual. É natural que, com o tempo, alguns jogadores passem a descer uma prateleira no seu nível. Seja pela idade, por questões físicas, más atuações recentes etc. Nesse sentido, montamos uma escalação com nomes conhecidos que terão que abrirem os olhos e se desdobrarem nas 38 rodadas da principal competição do país.

Alguns critérios foram estabelecidos para chegar à lista final. Primeiro, jogadores que já estão se encaminhando para o fim da carreira não estarão na lista (exemplo: Nenê, do Fluminense, e Ricardo Oliveira, do Atlético Mineiro). Então, não haverá atletas de linha acima dos 34 anos.

Outro critério a seguir seguido é não excluir jogadores que não estejam entre os 11 clubes considerados grandes (exemplo: Vinícius, do Ceará). E, por último, jovens que ainda não conseguiram se firmar também ficarão de fora, já que ainda têm muitos anos de carreira pela frente para se destacarem (exemplo: Lincoln, do Flamengo).

Feita todas as observações, vamos lá?

Titulares:

  • GOL: Júlio César, 33 anos – Grêmio

O goleiro, que nunca teve tanto destaque, chega para o Brasileirão precisando mostrar o seu valor em uma equipe que conta com um goleiro de alto nível e outro já solidificado no elenco. Júlio César foi contratado pelo tricolor gaúcho, no início da temporada passada, como o substituto para o ídolo Marcelo Grohe, um dos heróis da conquista da Libertadores de 2017. Sua contratação se deu muito em parte pela reta final da sua passagem pelo Fluminense, onde foi importante na fuga do rebaixamento em 2018. Contudo, o arqueiro viu Paulo Victor agarrar a vaga entre os 11 titulares, ainda que sob contestação.

Com a chegada de Vanderlei, ex-Santos, no início do ano, a tendência é que as oportunidades que surgiram no ano passado diminuam ainda mais. A titularidade da nova contratação é indiscutível. E entre Júlio César e Paulo Victor, o segundo parece à frente para sentar no banco.

Brasileirão 2019: 8 partidas, com nota média de 6,90 segundo o SofaScore;

Temporada atual: nenhuma partida.

  • LD: Pará, 34 anos – Santos

Para a lateral-direita, vamos com o experiente jogador do Santos. Pará conquistou a Libertadores com a camisa do alvinegro praiano em 2011 e fez parte do elenco do Flamengo que se consagraria campeão no ano passado. Porém, o jogador deixou o rubro-negro bastante criticado para voltar ao Peixe. Pará tem jogado com regularidade desde que chegou, é verdade, mas já está na curva decrescente da carreira.

Sabendo que o experiente lateral pode não estar em seu melhor nível durante toda a competição, o Santos buscou Madson, de 28 anos, que foi bem no Athletico Paranaense no Campeonato Brasileiro do ano passado. Aos 34 anos, é muito provável que o Santos seja o último grande do jogador. Inclusive, caso seja o último clube da sua carreira, seria uma bela forma de pendurar as chuteiras: com seu nome marcado na Vila Belmiro.

Brasileirão 2019: 17 partidas por Santos e Flamengo, com nota média de 6,71 segundo o SofaScore;

Temporada atual: 14 partidas.

  • ZAG: Breno, 30 anos – Vasco da Gama

“Uma das maiores promessas desperdiças dos últimos anos”. É assim que o zagueiro do Vasco é visto após não ter se firmado no Bayern de Munique e ter voltado para o Brasil. Breno não atua pelo cruz-maltino há quase dois anos devido a uma série de cirurgias nos joelhos. A verdade é que o defensor convive com lesões sérias desde os tempos de Alemanha e da sua segundo passagem pelo São Paulo.

Sem atuar desde agosto de 2019, Breno está longe de ser um jogador pelo qual outras grandes equipes vão se interessar quando estiver recuperado. Para o jogador, o Vasco pode representar sua grande chance de fazer jus à expectativa que foi criada ao seu entorno ao menos em nível nacional. Certamente o torcedor vascaíno gostaria de tê-lo como uma opção a dupla Leandro Castán e Ricardo Graça.

Brasileirão 2019: nenhuma partida;

Temporada atual: nenhuma partida.

  • ZAG: Werley, 31 anos – Vasco da Gama

Entrosamento na dupla de zaga não vai faltar neste time. Werley tem um currículo recheado de grandes clubes: Atlético Mineiro, Grêmio, Santos e agora o Vasco. O mineiro começou bem sua carreira no Atlético, tendo ainda jovem conquistado a titularidade na temporada 2009. E o jogador continuou jogando com regularidade nos demais clubes grandes por onde passou. O problema é que o jogador caiu de nível nos últimos anos e perdeu um pouco dos holofotes que tinha. Seu futebol vive sob questionamento por boa parte da torcida vascaína.

É verdade que houve o boato de que o jogador estaria na mira do Cruzeiro em abril. Mas parece óbvio que, caso chegasse à Toca da Raposa, seria como um jogador sólido para a disputa da Série B. Inclusive, a tendência é que seja uma opção no banco do Vasco para o Brasileiro, visto que o time conta com uma boa dupla titular.

Brasileirão 2019: 8 partidas, com nota média de 6,81 segundo o SofaScore:

Temporada atual: 11 partidas.

  • LE: Egídio, 34 anos – Fluminense

O lateral do Fluminense é outro jogador com uma carreira invejável, tanto em relação aos clubes pelos quais passou quanto aos títulos que conquistou. O fator decisivo para ele ter sido “convocado” é que seu desempenho caiu consideravelmente desde o ano passado, quando estava no rebaixado Cruzeiro.

Egídio convive com as críticas da torcida tricolor desde que chegou às Laranjeiras. Quando avança com a bola, os tricolores já estão preocupados com a lacuna que ficará quando o time tiver que recompor após a perda da posse. Se o jogador nunca foi destaque por onde passou, agora, já mais perto do fim da carreira, é ainda menos. Mesmo assim, o jogador segue como titular.

Brasileirão 2019: 25 partidas, com nota média de 6,90 segundo o SofaScore;

Temporada atual: 16 partidas.

  • MC: Fellipe Bastos, 30 anos – Vasco da Gama

Felipe Bastos é daqueles jogadores que nos surpreendem quando descobrimos a sua idade. O jogador ganhou destaque ainda novo com a camisa cruz-maltina, há exatos 10 anos. Porém, após o fim da sua primeira passagem pela colina histórica em 2013, quando saiu por empréstimo para a Ponte Preta, não conseguiu se estabelecer em mais nenhum clube de maior destaque. Não deixou saudades no Grêmio, ainda menos no Corinthians, e na sua segunda passagem pelo Vasco também não. Mesmo assim, ganhou mais uma chance, mas segue sendo apenas um jogador de elenco.

O Campeonato Brasileiro 2020 representa uma oportunidade de mostrar à torcida vascaína o porquê de a diretoria ter renovado com o jogador no início deste ano. E talvez a diretoria torça mais por isso do que os próprios vascaínos.

Brasileirão 2019: 14 partidas, com nota média de 6,92 segundo o SofaScore;

Temporada atual: 2 partidas.

  • MC: Paulo Henrique Ganso, 30 anos – Fluminense

Tido como uma das maiores promessas da Amarelinha quando surgiu ao lado de Neymar, Ganso acabou sofrendo uma lesão séria nos tempos de Santos e viu sua carreira seguir caminhos diferentes do imaginado por ele e por todos os que apreciavam o seu futebol.

Ainda que tenha se destacado também com a camisa do São Paulo, já após as lesões no joelho, Ganso não tem conseguido repetir o feito com a camisa do tricolor carioca. Pelo Fluminense suas melhores partidas foram jogando atrás do meia-armador, como uma espécie de segundo volante/meio-campista central. Amado por uns e odiados por outros torcedores, Ganso tem contrato com o time das Laranjeiras até dezembro de 2023, e, se continuar apenas como opção no banco, será difícil se manter em alto nível.

Brasileirão 2019: 28 partidas, com nota média de 6,98 segundo o SofaScore;

Temporada atual: 11 partidas.

  • MD: Bruno César, 31 anos –Vasco da Gama:

O torcedor do Vasco pode até reclamar de ter quatro nomes na lista, mas ele não pode negar que Bruno César ainda não estreou pra valer com a cruz-de-malta no peito. O armador foi eleito a revelação do Campeonato Brasileiro em 2010 sendo um dos principais artilheiros (14 gols) do Corinthians na boa campanha na competição: terceira colocação com chances de título até a última rodada. No ano seguinte, foi um dos jogadores que ficou com a imagem manchada para a torcida na eliminação do Timão nas preliminares da Libertadores.

Desde então, o jogador rodou bastante: passou pelo Benfica, de Portugal, Al-Ahli, da Arábia Saudita, Palmeiras e, fechando a passagem por Portugal, também defendeu Estoril Praia e Sporting. Em dezembro de 2018, fechou com o Vasco e tratou de arrumar as malas para voltar ao Brasil. A torcida vascaína está esperando até hoje o camisa 10 que lhe foi prometido... ou não mais.

Brasileirão 2019: 13 partidas, com nota média de 6,68 segundo o SofaScore;

Temporada atual: 2 partidas.

  • ME: Éverton, 31 anos – São Paulo

Éverton chegou ao São Paulo em abril de 2018 arrebentando com a camisa tricolor. Porém, as lesões fizeram o que os marcados adversários não conseguiram: frearam o jogador. E lá se vão dois anos. O jogador convivia com os problemas físicos desde o seu último clube, o Flamengo, clube pelo qual foi campeão brasileiro em 2009. Segundo levantamento do "GE", no período entre 28 de março de 2016 e maio de 2019, o jogador ficou ausente de 51 partidas devido a incríveis 13 lesões que sofreu. Muito para um jogador que deveria estar no auge da forma física.

Polivalente, já jogou em quase todas as posições pela beirada do campo e até por dentro. Estando totalmente em forma, Éverton tem espaço em muitas equipes do futebol brasileiro, grandes, médias ou pequenas. Mas essa parece uma realidade distante no momento, e talvez não volte a se repetir, já que o jogador completa 32 anos em dezembro como um reserva no elenco são-paulino.

Brasileirão 2019: 16 partidas, com nota média de 6,68 segundo o SofaScore;

Temporada atual: 8 partidas.

  • ATA: Fernando Uribe, 32 anos – Santos

Jorge Sampaoli pediu, a diretoria santista atendeu e quem sorriu foram os flamenguistas. O atacante colombiano chegou ao Flamengo em 2018 com a missão de ser uma opção de qualidade no banco do time, que contava com Henrique Dourado e Paolo Guerreiro. O peruano vivia os dias mais complicados da sua carreira em meio a uma suspensão imposta pela Fifa por ter sido flagrado no anti-doping. Então, em maio de 2019, Uribe finalmente fez os rubro-negros sorrirem, ainda que de canto de boca, quando foi anunciado pelo Santos.

Infelizmente, para o jogador e para a torcida santista, sua passagem pela Vila mais famosa do mundo não tem sido muito diferente da sua estadia no Rio de Janeiro. Foram 15 jogos com a camisa do Peixe até o momento sem ter balançado as redes uma única vez. Agora, o Santos tenta passar o jogador adiante para se livrar do alto salário.

Brasileirão 2019: 10 partidas, com nota média de 6,50 segundo o SofaScore;

Temporada atual: 4 partidas.

  • ATA: Santiago Tréllez, 30 anos – São Paulo

Companheiro de Éverton no São Paulo, Santiago Tréllez também teve seus momentos de brilho na boa campanha do tricolor no Brasileirão de 2018, quando o time chegou a liderar a competição. Apesar de ter atuado em muitas partidas, o jogador costumava entrar apenas no segundo tempo, o que explica a média de um gol a cada 183 minutos com quatro gols marcados naquela edição. Em 2019, o atacante foi emprestado ao Internacional, já que não teria espaço no elenco do tricolor. Mas passou em branco nas quatro vezes que entrou em campo, dessa vez como titular em todas.

O atacante chegou a ser cogitado pelo Atlético-GO, mas, por enquanto, segue no elenco dos paulistas, porém como figurante. O colombiano jogou 33 minutos contra o Botafogo-SP pelo Campeonato Paulista, e isso foi tudo. Muito pouco para quem quer se manter em uma grande equipe, ainda mais vindo de um desempenho frustrante no Colorado.

Brasileirão 2019: 4 partidas, com nota média de 6,65 segundo o SofaScore;

Temporada atual: 1 partidas.

Foto: Arte / Carlos Vinícius Magalhães
Foto: Arte / Carlos Vinícius Magalhães

​​​​​​​

VAVEL Logo