CRB empata com Paraná Clube e vê saída do grupo de acesso ameaçada

Regatas sai na frente do placar, mas permite empate paranista no fim e pode sair do G-4 a depender dos resultados que encerram a rodada na Série B

CRB empata com Paraná Clube e vê saída do grupo de acesso ameaçada
(Foto: Douglas Araújo/CRB)
CRB
1 1
Paraná Clube
CRB: Juliano; Jonathan Bocão, Adalberto, Flávio Boaventura e Diego Corrêa; Matheus Galdezani, Olívio, Dakson (Éder Loko - 12'/2ºT) e Luidy (Rodolfo - 24'/2ºT); Welinton Júnior (Assisinho - 12'/2ºT) e Lúcio Maranhão. Técnico: Mazola Júnior.
Paraná Clube: Marcos; Diego Tavares, Pitty, Alisson e Basso; Fernandes, Leandro Silva (Marcelinho - 36'/2ºT), Murilo Rangel e Válber; Lúcio Flávio (Henrique - 20'/2ºT) e Robson. Técnico: Marcelo Martelotte.
Placar: 1-0, Flávio Boaventura, 33'/2ºT. 1-1, Robson, 43'/2ºT.
ÁRBITRO: André Luiz de Freitas Castro (GO), auxiliado por Leone Carvalho Rocha (GO) e Márcio Soares Maciel (GO) | Cartões amarelos: Adalberto (CRB - 11'/1ºT e 31'/2ºT), Marcos (PAR - 44'/1ºT), Fernandes (PAR - 33'/2ºT) | Cartão vermelho: Adalberto (CRB - 31'/2ºT)
INCIDENCIAS: Partida realizada na noite desta terça-feira (21), no Estádio Rei Pelé, em Maceió/AL. Jogo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B 2016.

CRB e Paraná Clube entraram em campo com o objetivo de vencer, mas realizaram uma partida muito burocrática, sem oportunidades, nem lances de perigo, até os 30 minutos do segundo tempo, quando o panorama foi completamente modificado. Os paranaenses perderam pênalti, os alagoanos abriram vantagem no lance seguinte, mas permitiram o empate nos minutos finais.

Em jogo realizado no Estádio Rei Pelé, em Maceió/AL, na noite desta terça-feira (21), as equipes empataram em 1 a 1. Flávio Boaventura abriu o marcador para o time da casa, mas os visitantes empataram com Robson. O confronto foi válido pela rodada 11 do Campeonato Brasileiro da Série B 2016.

Com o resultado, o Galo vê a possibilidade de deixar o G-4 aumentar, a depender dos resultados que complementam a rodada. Momentaneamente, a equipe alvirrubra ocupa o quarto lugar, com 19 pontos. Por outro lado, os paranistas seguem em campanha instável e estão na 12ª posição, com 14 pontos somados.

A próxima rodada será realizada no fim desta semana, e as equipes voltam a entrar em campo neste sábado (24). O Paraná Clube encara o Joinville no Durival de Britto, a Vila Capanema, em Curitiba/PR, às 16 horas. Um pouco mais tarde, às 16h30, o CRB encara o líder Vasco da Gama em mais um jogo disputado no Estádio Rei Pelé, em Maceió/AL.

Primeiro tempo sem oportunidades de perigo

A partida começou equilibrada, mas as finalizações não eram registradas. A primeira chance de gol veio aos nove minutos, quando Lúcio Flávio tentou duas vezes por cobertura abrir o placar, mas Juliano fez a defesa. O primeiro tempo foi sonolento. A partida foi equilibrada. O CRB tinha maior posse de bola, mas o Paraná tentou encaixar os contra-ataques, mas não conseguia por causa da forte marcação imposta pelos donos da casa.

A primeira boa chance do Regatas foi registrada aos 34 minutos. Depois de escanteio cobrado no lado direito, Matheus Galdezani cabeceou firme e a bola tocou no lado de fora da rede. O Paraná respondeu aos 46, quando Murilo Rangel cobrou falta no setor esquerdo de ataque. A bola passou com perigo por todo mundo, Juliano saiu no vazio e Lúcio Flávio não alcançou.

Final de segundo tempo movimentado tira o zero do placar

O segundo tempo continuou com o ritmo lento. As equipes quando tentavam atacar, não conseguiam passar pelos sistemas defensivos. Um lance perigoso veio aos 12 minutos, quando Diego Tavares avançou pela esquerda e finalizou, mas Adalberto travou na hora certa e evitou o gol do Paraná. A resposta regatiana veio no minuto seguinte. Matheus Galdezani passou pela marcação e chutou de longe. A bola foi rasteira e passou perto do gol defendido por Marcos.

Aos poucos, a partida começou a esquentar e ficar mais aberta. Aos 17 minutos, Matheus Galdezani mais uma vez arriscou de longe e Marcos salvou. No rebote, Diego Tavares dividiu com Luidy e Marcos ficou com a pelota mais uma vez. Aos 25, em mais uma cobrança de escanteio, Matheus Galdezani foi acionado mais uma vez e cabeceou com muito perigo. Aos 29, Rodolfo tocou para o meio-campo depois de boa jogada individual pela direita e Éder finalizou. Marcos espalmou e manteve o zero no placar.

Aos 30, Robson foi derrubado na área pelo lado direito por Adalberto e a arbitragem assinalou penalidade máxima. Ainda mais, como o zagueiro alvirrubro já tinha recebido cartão amarelo no primeiro tempo, foi expulso. Na cobrança, quando o Paraná Clube tinha a oportunidade de sair na frente do placar, Robson bateu no canto esquerdo, acertou a trave e Juliano fez a defesa.

Pior ainda para os paranaenses, o CRB aproveitou a sequência do lance para abrir o placar. Éder foi acionado na direita e cruzou, Flávio Boaventura desviou e abriu o marcador no Rei Pelé. Era a manutenção entre os quatro melhores em mais uma rodada. Mas, aos 43 minutos, o Paraná buscou o empate. Diego Tavares fez boa jogada pela esquerda e cruza. O goleiro Juliano deu rebote, Flávio Boaventura não afastou e Robson chutou para as redes e deu números finais ao confronto.