Vale a orelhuda! Manchester City e Chelsea fazem clássico inglês na final da Champions League
Foto: Divulgação/Chelsea

Neste sábado (29), com a bola rolando às 16h no Estádio do Dragão, o Manchester City encara o Chelsea pela final da Champions League.

Para chegar até sua primeira final de Champions na história, o City passou pelo grupo C com 16 pontos, vendo o Porto vir logo atrás com 13. Olympiacos e Olympique de Marselha somaram três pontos apenas.

Nas oitavas de final o City passou pelo Borussia Monchendglabach, com duas vitórias por 2 a 0. Nas quartas o City venceu o Dortmund na ida por 2 a 1, assim como na volta.

A primeira semifinal aconteceu no dia 28 de abril, quando o City visitou o PSG e venceu por 2 a 1. Marquinhos abriu o placar e, virando o jogo, De Bruyne e Mahrez marcaram. Na volta, Mahrez marcou duas vezes no dia quatro de maio e classificou os citizens para a primeira final de sua história.

O Chelsea chega em sua terceira final na história, tendo sido vice em 2007-08 e campeão em 2011-12. Para chegar na final o Chelsea passou pelo grupo E, onde foi líder com 14 pontos. O Sevilla passou em segundo, com 13. O Krasnodar ficou em terceiro, com cinco e o Rennes foi o lanterna, com um ponto.

Nas oitavas o Chelsea venceu o Atlético de Madrid duas vezes. A primeira por 1 a 0 e a segunda por 2 a 0. Nas quartas o Chelsea passou pelo Porto vencendo o primeiro jogo por 2 a 0 e sendo derrotado no segundo por 1 a 0.

Na sua semifinal o Chelsea visitou o Real Madrid no jogo de ida e empatou em 1 a 1 no dia 27 de abril. Pulisic abriu o placar e Benzema empatou. Na volta, em casa e no dia cinco de maio, Werner abriu o placar e Mount ampliou, classificando o Chelsea para a grande final.

Título inédito!

O Manchester City nunca sequer havia chegado à uma final de Champions, então o possível título é inédito para o clube, que busca dar esse passo rumo ao tradicionalismo e grandeza continental.

O último jogo que o City fez foi no domingo (23), quando venceu o Everton por 5 a 0 no Etihad Stadium. De Bruyne, Gabriel Jesus, Foden e Aguero, duas vezes, marcaram os gols da goleada que fechou a Premier League de título para os citizens.

Campeão pelo Barcelona em 2008-09 e 2010-11, Guardiola sabe como funciona a final da Champions e tudo o que a envolve e comentou sobre isso antes da partida decisiva: “Vamos tentar fazer nosso melhor jogo, fazer o que fizemos nesse tempo que estamos juntos. Chegar à final da Liga dos Campeões é terminar parte do processo que começamos quatro ou cinco anos atrás. Sei exatamente o que vou dizer aos jogadores. Não quero incomodar muito eles. Aos que estão ansiosos ou nervosos, vou dizer que é normal. E aos mais relaxados, é normal também”.

Sem desfalques ou problemas para escalar, Guardiola deve colocar em campo: Ederson, Walker, Stones, Rúben Dias e Zinchenko; Fernandinho, Gundogan e Bernardo Silva; Mahrez, Foden e De Bruyne.

Pelo bi!

Já o Chelsea, diferente de seu adversário, já completou esse ciclo de título de Champions. Na temporada 2011-12, os blues venceram o Bayern de Munique nos pênaltis após um empate em 1 a 1 no tempo normal e se sagraram campeões. Também nos pênaltis, em 2007-08, o Chelsea perdeu para o Manchester United na grande final.

E antes da grande final o Chelsea entrou em campo no mesmo domingo que o City, mas, fora de casa, foi derrotado pelo Aston Villa por 2 a 1. Traoré abriu o placar, El Ghazi ampliou e perto do fim Chilwell descontou.

Antes da partida Tomas Tuchel jogou a responsabilidade para o City e elogiou o adversário da final: “Sabemos muito bem que o Manchester City é o melhor time. Mas no futebol você sempre consegue bater de frente. Como fizemos isso? Somos fortes como equipe, tínhamos muita fé e lutamos a cada minuto. É sempre difícil jogar contra o Pep, ele forma um time com grande fé, sucesso e mentalidade vencedora. Eles são a equipe mais forte da Europa e talvez do mundo“.

Também sem desfalques, o Chelsea terá força máxima e deve entrar em campo com: Mendy, Christensen, Thiago Silva e Rudiger; Azpilicueta, Jorginho, Kanté e Chilwell; Havertz, Mount e Werner.

Arbitragem, regulamento e transmissão

Toda a comissão de arbitragem vem da Espanha para a grande final. No comando do apito estará Antonio Miguel Mateu Lahoz. Pau Cebrián Devis e Roberto Díaz Pérez del Palomar serão os assistentes. Carlos del Cerro Grande será o quarto arbitro. Por fim o VAR terá comando de Alejandro José Hernández Hernández.

Na grande final da Champions Legaue, que acontece no Estádio do Dragão, um campo neutro, a partida, caso termine empatada, vai para a prorrogação. Caso esse empate persista a final será decidida nos pênaltis.

Você poderá assistir ao vivo na TNT, no Estádio TNT Sports e no Facebook da TNT Sports. Além disso você pode acompanhar todos os lances e emoções da partida em tempo real aqui mesmo na VAVEL Brasil!

VAVEL Logo