Com um a menos, Betis vira sobre Celta e garante vaga na Europa League 
Foto: Divulgação/Real Betis Balompié

A última rodada de LaLiga consagrou o Atlético de Madrid como campeão e também teve emoção na Galícia, onde o Celta de Eduardo Coudet abriu 2 a 0 mas sofreu a virada para o Betis.

O jogo começou pegado, com a distribuição de quatro cartões amarelos no primeiro tempo, sendo três para o Celta, que ainda teve o técnico Eduardo Coudet expulso por reclamação. 

O Celta dominou a posse de bola (64% contra 36% do Betis) e teve Iago Aspas como principal destaque do time, visto que abriu o placar e deu uma assistência.

O camisa 10 do Celta protagonizou a primeira chance de perigo, aos 24 minutos, quando foi lançado pela esquerda e bateu cruzado, mas Claudio Bravo se esticou todo e deu um tapa com a mão esquerda para evitar o gol. Poucos minutos depois, após um cruzamento da direita, Santi Mina caiu na área em disputa de bola com Bartra e a arbitragem marcou pênalti. Aspas foi para a bola, rolou de canhota no canto esquerdo e Claudio Bravo até caiu para o lado certo, porém não alcançou.

O Betis, por sua vez, chegava mais ao ataque com Guido Rodríguez e Andrés Guardado, que arriscaram chutes de fora da área, mas o goleiro Iván Villar teve pouco trabalho no primeiro tempo - defendeu um chute de Ruibal quando o placar estava zerado e uma tentativa de longa distância de Miranda no final do primeiro tempo, garantindo a vitória parcial do Celta na ida para os vestiários.

Betis voltou do intervalo com duas alterações - Álex Moreno e Cristian Tello ganharam oportunidade. Enquanto ainda se adaptava ao jogo, o camisa 15 viu o Celta criar outra boa chance pelo lado direito do ataque com Iago Aspas. Desta vez ele serviu Brais Méndez, que acertou o canto direito de Bravo com um chute colocado de canhota.

Já Tello ficou apenas 30 minutos em campo, visto que foi expulso. Antes disso, porém, o Betis mexeu mais duas vezes e conseguiu virar o jogo. O primeiro gol saiu com Borja Iglesias, que converteu pênalti sofrido pelo lateral brasileiro Emerson. Ele bateu no alto, sem chance para Villar.

Dois gols em quatro minutos

O empate também saiu em uma jogada de bola parada. No lance, Nabil Fekir acertou o ângulo em cobrança de falta indefensável da entrada da área. A virada aconteceu quatro minutos depois, quando a dupla de zaga se aventurou no ataque. Após cobrança de escanteio da ponta esquerda, Bartra desviou na primeira trave e Victor Ruiz completou para o gol.

Após a expulsão o jogo continuou disputado, tanto que o árbitro distribuiu mais cinco amarelos nos últimos 20 minutos, aconteceram três substituições e o Claudio Bravo salvou o Betis outra vez ao defender uma cabeçada de Carlos Domínguez na pequena área, garantindo a vitória do time de Sevilla.

O que vem por aí

Este foi o último jogo da temporada para Betis e Celta de Vigo, que voltam a jogar apenas em agosto, visto que nos próximos meses os jogadores estão divididos entre férias e campeonatos entre seleções como a Copa América e a Eurocopa. 

VAVEL Logo