Marquinhos Santos elogia garotos do Figueirense mesmo após derrota em Recife
Marquinhos Santos comenta sobre a derrota para o Sport e sobre o Figueirense em 2017. (Foto: Divulgação/Figueirense)

O ano não foi o melhor para a equipe do Figueirense. Após uma campanha ruim na primeira divisão, o time catarinense foi rebaixado mais uma vez para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro e ontem, jogando em Recife contra o Sport, o Figueira se despediu da Série A com uma derrota por 2 a 0 no último domingo.

Apesar do resultado negativo, o treinador Marquinhos Santos resolveu ver o lado positivo dos jogadores após a partida e diz que os atletas formados pelo clube que atuaram na partida desse domingo (11), em Recife, agradaram seus olhos.

"O que trabalhamos a semana foi o comprometimento, a responsabilidade de vestir a camisa do Figueirense e representar o torcedor, a camisa. Sabíamos que seria uma atmosfera difícil de se jogar, ao natural já é, com muitas dificuldades. E em uma condição onde o Sport chega na última rodada tendo que ganhar, ela dificulta ainda mais. Mas o time teve um bom comportamento, vale ressaltar o comprometimento e o profissionalismo desses atletas durante a semana. Foi um Figueirense firme, um Figueirense com postura tática do jogo, solto. O que mais me agradou foram os meninos, os atletas oriundos da base entrando em uma atmosfera dessa de decisão com estádio lotado. Entraram sem peso, sem responsabilidade, souberam jogar o jogo e jogaram muito bem", disse Marquinhos.

Questionado sobre o rebaixamento e sobre a cobrança da torcida do Figueirense, Marquinhos Santos afirma que isso é normal em todos os clubes e que fará de tudo para recolocar o Figueirense na primeira divisão.

"Isso não é demérito e nem exclusivo do Figueirense. Foi assim minha passagem pelo Bahia, pelo Coritiba. É o trabalho, o dia a dia, são os jogos que vão fazer com que o torcedor, ao fim da temporada, venha reconhecer o trabalho. O torcedor é passional, mas estou imbuído de trabalho para colocar o Figueirense na Série A. O Figueirense está na Série B, mas não é clube de Série B.", afirmou.

Com a próxima temporada chegando, Marquinhos Santos também não deixou de ressaltar os pontos positivos para 2017, voltou a elogiar os jovens jogadores do elenco e espera um time bem competitivo para o próximo ano.

"Acho que esses dois jogos, contra Fluminense e Sport, foram muito importantes para que se fizesse a análise não só dos atletas que se encontravam no profissional, mas, principalmente, dos atletas que farão parte do profissional, ainda mais com essa queda de orçamento. É uma realidade, temos que ser coerentes e procurar trabalhar e fazer mais com menos. É onde se oportuniza, onde esses garotos da base terão essa preparação e oportunidade. Mas isso não significa que teremos um time fraco e não competitivo. É o contrário. Teremos que fazer mais com menos. Isso inclui o Eli, que voltou, suportou o jogo. O Júnior assumiu, foi bem, ganhamos atletas dentro de um planejamento importante para 2017. Os garotos entraram, foram profissionais, tiveram comprometimento com a camisa do Figueirense.", disse o treinador.

VAVEL Logo