Técnico Jorginho pede desculpas aos torcedores após goleada sofrida pelo Fluminense 
Foto: Divulgação/Coritiba

O Coritiba foi goleado pelo Fluminense por 4 a 0, na noite desta segunda-feira (28), no Estádio Nilton Santos, pela 13ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O técnico Jorginho teve dificuldades para tentar explicar a goleada sofrida e evitou achar culpados, assumindo a responsabilidade pelo revés e disse que sua equipe precisa dar a volta por cima.

"Não tenha dúvida que é uma derrota que dói muito, não tenha dúvida, não tem tanta explicação. Nós fizemos de tudo para que a coisa mudasse. No intervalo mudamos o sistema de jogo, passando do 4-3-3 e passasmos para o 4-2-3-1 para tentar ter mais profundidade e amplitude na equipe", disse em entrevista.

Jorginho também aproveitou para pedir desculpas aos torcedores pela goleada sofrida. Resultado que deixa a equipe em uma situação delicada na tabela de classificação, já que a equipe alviverde estacionou nos 11 pontos, e ocupa a 16ª posição.

"Eu, como líder dessa equipe, quero pedir desculpas ao torcedor. Todo o trabalho que fizemos durante a semana foi para que a gente tivesse um excelente resultado. Infelizmente tomamos um gol muito cedo e, com isso o Fluminense acabou de fechando e dificultando."

Para o treinador o Coritiba poderia ter saído com um resultado melhor na partida, e que o Fluminense não teve um volume e atuação que justificasse o placar elástico.

"Infelizmente a gente não conseguiu. Todas as substituições foram para que tivéssemos maior poder ofensivo, mas isso não aconteceu. É um aprendizado. Não é fácil você tomar de quatro, mesmo porque eu acredito que o Fluminense não criou para que a gente tomasse de quatroPoderíamos ter tido um resultado melhor. Temos que ultrapassar essa realidade com muito trabalho, não tem outra forma de sair dessa situação. Não adianta ficar encontrando culpados. Eu sou o treinador, sou o responsável, e a gente vai dar a volta por cima", completou Jorginho. 

O Coritiba volta a campo contra o São Paulo no próximo domingo (4), às 16h (de Brasília), no Estádio Major Antônio Couto Pereira, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo