Em jogo disputado sem a presença de público no Mineirão nesta quarta-feira (22), válido pela 33ª rodada do Brasileirão, Cruzeiro e Vasco empataram por 2 a 2. Arthur Gomes e Bruno Rodrigues marcaram para a Raposa, enquanto Pumita Roríguez e Gabriel Pec converteram para os cruzmaltinos.

  • Vaso começa dominante no ataque, mas Cruzeiro reage no primeiro tempo

O técnico Paulo Autuori apostou na mesma escalação e manteve Ian Luccas entre os titulares mesmo com o retorno de Jussa entre os titulares, enquanto Ramón Díaz optou mais uma vez por Rossi no lugar de Alex Teixeira por opção técnica.

Houve muito equilíbrio no primeiro tempo com momentos distintos. Contrariando expectativas, a equipe de Ramón Diaz iniciou a partida sendo propositiva ofensivamente até buscar o gol, mas acabou recuando demais no campo defensivo quando conseguiu a vantagem.

Mesmo ocupando o campo ofensivo, o Vasco não conseguia achar espaços para finalizar bem antes da abertura do placar aos 15' com um golaço. Pumita Rodríguez venceu a marcação de Castán e ganhou espaço na direita da área para chutar cruzado e marcar um golaço sem ângulo.

Na sequência do primeiro tempo, o Cruzeiro circulou muito a bola pelos lados com algumas finalizações sem levar perigo, mas o panorama da partida mudou aos 41'. Arthur Gomes foi acionado pela esquerda e fez a jogada individual para finalizar na entrada da área e contar com desvio de Medel para vencer o goleiro Léo Jardim.

Antes do intervalo, a Raposa teve um pênalti favorável depois que o árbitro Leandro Pedro Vuaden revisou o lance em que Rossi tocou com a mão da bola dentro da área após escorada de Mateus Vital. Bruno Rodrigues partiu direto e soltou uma pancada no canto alto da rede, deslocando Léo Jardim e virando o jogo para os mandantes aos 54 minutos.

  • Vasco busca empate e fica mais perto da vitória no segundo tempo

Naturalmente, o Cruzeiro voltou do intervalo mais recuado no segundo tempo e o Vasco retomou o controle da posse de bola com Rossi sendo mais participativo na construção ofensiva, mas a situação melhorou apenas depois que Jair, Marlon Gomes e Payet foram acionados por Diaz.

Aos 15', Maicon surgiu pela direita e levantou na área para Vegetti testar alto e exigir bela defesa de Rafael. Em cobrança de escanteio, o zagueiro cruzou para o artilheiro marcar, mas o impedimento anulou o gol do Vasco.

O cruzmaltino estava apostando principalmente nos cruzamentos devido à falta de espaços no campo ofensivo, mas os 65% de posse no segundo tempo foi recompensado com o gol de empate. Aos 32', Payet cobrou escanteio na segunda trave e Sebastían Ferreira escorou de cabeça par Gabriel Pec emendar um voleio no contrapé de Rafael Cabral.

Com formatação mais ofensiva, o Vasco permaneceu com maior ocupação ofensiva e ficou mais próximo da vitória. Aos 43', Piton cruzou na medida e Seba Ferreira mergulhou rente à trave esquerda. Logo na sequência, Léo acertou um chutão e Seba Ferreira rolou para Pec, que deixou para Vegetti concluir, mas o VAR analisou e detectou impedimento.

Antes do apito final, o Cruzeiro conseguiu aproveitar a entrada de Rafael Elias e melhorou o ímpeto ofensivo. Aos 49', Japa segurou a marcação pela direita e cruzou rasteiro com o gol vazio, mas Wesley errou o domínio e jogou fora a melhor chance da partida para o Cruzeiro.

  • Tabela

Com o resultado, as duas equipes foram para 41 pontos e mantiveram suas respectivas posições na tabela do Brasileirão após o jogo atrasado, com o Vasco em 15º lugar e o Cruzeiro na 16ª posição.

  • Sequência

Na 35ª rodada do Brasileirão, o  o Cruzeiro visita o Goiás às 21h (de Brasília) da segunda-feira que vem (27), no Hailé Pinheiro. Dois dias antes, o Vasco terá pela frente o Athletico-PR, na Ligga Arena, às 19h30.

VAVEL Logo
Sobre o autor