Buscando tirar pressão, Paysandu mede forças com lanterna Náutico

Próximo à zona de rebaixamento, Papão busca se afastar, enquanto o Timbu tenta manter boa fase após início ruim

Buscando tirar pressão, Paysandu mede forças com lanterna Náutico
Paysandu
Náutico
Paysandu: Marcão; Aryton, Perema, Gualberto e Pery; Renato Augusto, Ricardo Capanema e Diogo Oliveira (Fábio); Bérgson, Marcão e Welinton Júnior. Técnico: Marquinhos Santos
Náutico: Tiago Cardoso; Breno Calixto, Feliphe Gabriel e Léo Carioca; Sueliton, Amaral, Jóbson, Diego Miranda e Ávila; Erick e Alison. Técnico: Beto Campos
ÁRBITRO: João Batista de Arruda (RJ)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 15ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017, a ser disputada no Mangueirão, em Belém, no Pará

A situação desconfortável na Série B do Campeonato Brasileiro 2017 deixa o panorama imprevisível na noite desta terça-feira (18), pela 15ª rodada, entre Paysandu Náutico. Precisando vencer para dar ânimo à torcida, os times medirão forças no estádio Mangueirão, em Belém, às 19h15.

Mesmo fora da degola na última rodada, o Papão demonstrou valentia longe dos torcedores e conquistou um importante resultado na luta de equipes contra o rebaixamento. No Serra Dourada, surpreendeu com uma vitória de virada, sobre o Vila Nova, por 2 a 1, que o deixou na 14ª posição e somando 17 pontos, um à frente do Luverdense, primeiro no Z-4.

O Timbu, por outro lado, vem ressurgindo na competição depois de ter iniciado de maneira vexatória. Com apenas um triunfo até o momento, os alvirrubros vêm de dois empates - ante o líder Juventude - e em um clássico contra o Santa Cruz, sem gols, no jogo passado. A igualdade, entretanto, foi insuficiente para tirar o clube da lanterna, com somente sete pontos ganhos.

Paysandu modificado para se afastar do Z-4

Virando a chave e buscando embalar na luta contra o rebaixamento, o Paysandu não vai contar com força máxima diante de seus torcedores. A equipe comandada por Marquinhos Santos terá dois desfalques para a partida, ambos por suspensão, mas com apenas uma mudança entre os 11.

O volante Augusto Recife e o meia Rodrigo Andrade foram expulsos na vitória contra o Vila Nova, fora de casa, e cumprem a automática. O cabeça de área, que iniciou de titular, deve ser substituído por Ricardo Capanema, enquanto o armador era reserva. Ainda assim, Fábio briga por vaga na armação com Diogo Oliveira, podendo ganhar o lugar por ter dado passe fundamental ao triunfo no último jogo.

Com isso, a manutenção da base é uma das principais armas do Papão para encarar o Timbu. O comandante do Bicolor ganha os retornos do zagueiro Perema, que estava lesionado, e o atacante Bérgson, jogador do alvirrubro em 2016, após suspensão. Para sair vitorioso e conseguir o objetivo, o treinador dos paraenses ressalta que manter o foco é um dos pontos-chaves principais.

"É um jogo perigoso e nosso primeiro passo é jogar bem para sair com um bom resultado. Desde a chegada do novo treinador, o Náutico vem fazendo bons jogos e arrumando o time, mas temos que pensar jogo a jogo e não adianta projetar a 38° rodada neste momento. Vencer após nove rodadas melhorou o ambiente e isso é de suma importância para o futebol", declarou Marquinhos.

Timbu busca manter boa fase e se recuperar

Apesar de manter sequência de três partidas sem perder e na lanterna da Segundona, o Náutico tenta dar um novo ânimo à torcida para ter a possibilidade de deixar a degola em breve. Para enfrentar o Paysandu, o Timbu tem duas ausências já certas entre os titulares, ambas devido a lesões.

Machucado em jogada isolada ainda no primeiro tempo, com dores no joelho direito, o meia Giovanni sequer viajou à capital paraense para o embate da 14ª rodada. Ele será substituído por Diego Miranda, que vai fazer a estreia iniciando de frente e foi seu substituto no clássico ante o Santa Cruz.

Outra baixa no alvirrubro será o atacante Gilmar, desfalque no final de semana, com lesão de grau um na coxa esquerda. Na ocasião, Alison o substituiu, mas desagradou o treinador Beto Campos, perdendo lugar para Leílson. Bruno Mota e Vinícius, por sua vez, também continuarão ausentes. 

"Resultados ruins aconteceram, principalmente, porque a equipe está competindo forte e poderíamos estar até em situação melhor, contudo enfrentamos de igual para igual o líder e um clássico. Comentei que os atletas que entrarem precisam saber da importância de estar em nível de competitividade que a Série B exige", afirmou Beto.