Chelsea e Manchester United empatam em Stamford Bridge
Foto: Divulgação / Manchester United

Valendo pela 13ª rodada da Premier League 2021-22, tivemos mais um clássico para a conta: o líder Chelsea recebeu o Manchester United em Stamford Bridge na tarde deste domingo (28). De um lado o time de Thomas Tuchel queria continuar com a sequência de 10 jogos sem derrotas e continuar na liderança da Premier League. Do outro, Michael Carrick tentava mais uma vitória no comando dos Red Devils antes da chegada de Ralf Rangnick.

Deu empate. Apesar do Chelsea conseguir dominar praticamente todos os números da partida, os Blues não conseguiam acertar o gol de De Gea. Até que, após um erro de Jorginho, Sancho abriu o placar para o United. Porém, o ítalo-brasileiro conseguiu se redimir e converteu o pênalti.

Domina, mas não marca

Mais um derby  importante para ambas as partes. Do lado do time da casa, o futebol que o Chelsea apresenta é um dos melhores da temporada e o atual campeão da Champions League vive boa fase. Na Champions League, a vitória por 4 a 0 contra a Juventus deu um ânimo a mais. Do outro lado, o United vive dias bem diferentes: depois da última derrota para o Watford por 4 a 1 demitiu Ole Gunnar Solskjaer do comando , a vitória por 2 a 0 no meio de semana também deu o gás que o time precisava. 

Os primeiro tempo mostrava bem o que o jogo aguardava. Um Chelsea completamente dominante, mas que não conseguiu acertar mais que quatro das suas 10 finalizações no gol de De Gea. O goleiro espanhol começou seus trabalhos logo aos 2 minutos, defendendo chutes de Ziyech e Hudson-Odoi

Os lances de mais perigo saíram já no final do primeiro tempo: aos 30', Rüdiger soltou um belo chute e De Gea deu leve toque nela antes da bola explodir no travessão. Já aos 35', após erro de Bruno Fernandes, Hudson-Odoi teve a chance de abrir o placar, mas o goleiro espanhol defendeu mais uma.

A primeira e única finalização do United no primeiro tempo saiu aos 20 minutos, quando Bruno Fernandes dominou pela direita e chutou cruzado, de fora da área. Mendy não teve muito trabalho no primeiro tempo como De Gea teve. 

Jorginho: de vilão a herói

O segundo tempo também foi completamente  diferente. Tudo começou logo aos quatro minutos, quando Jorginho se atrapalhou em domínio, Sancho roubou a bola e partiu totalmente livre e finalizou na saída de Mendy. Mesmo com o Chelsea completamente dominante, o United aproveitou o erro do adversário para abrir o placar. 

Porém, aos 21 minutos, o juiz marcou pênalti para os donos da casa após Thiago Silva sofrer falta de Wan-Bissaka dentro da área. Jorginho foi lá e converteu, empatando a partida. 

A partida acabou empatada, não só pela ineficiência dos Blues no ataque, mas porque as principais armas das duas equipes começaram no banco. Cristiano Ronaldo,, que entrou aos 18 minutos da segunda etapa,  tocou apenas sete vezes na bola e não finalizou ao gol de Mendy. Do outro lado, Lukaku voltou de lesão e só entrou em campo aos 38 da etapa final. 

Os números do segundo tempo mostram bastante a dominância dos Chelsea e, ao mesmo tempo, sua ineficiência no ataque.  Além de 63% de posse de bola, os Blues  acertaram apenas duas das 14 finalizações no gol de De Gea. Do outro lado, o United usava seus contra-ataques para acertar seus dois chutes no gol de Mendy. 

Classificação e próximos jogos

Com o empate, o Chelsea  continua na liderança com 30 pontos, um a menos que o vice-líder Manchester City. Já o United sobe posições e acaba  na oitava colocação, com 18 pontos - dois a menos que o sexto colocado Wolverhampton.

Os  dois times voltam aos gramados pelo Campeonato Inglês no meio de semana. Na quarta-feira (01), às 16h30, o Chelsea viaja para enfrentar o Watford. Já na quinta-feira (02),  às 17h15, o United tem mais um derby contra o Arsenal no Old Trafford

VAVEL Logo