Polícia Militar proíbe torcida de fazer mosaico no Majestoso
Reprodução do Mosaico que a torcida da Macaca organizava para a partida contra o Corinthians (Foto: Reprodução/Facebook)

A Ponte Preta enfrenta o Corinthians nas quartas de final do Paulistão e, jogando em casa, a torcida pontepretana preparava um moisaco para incentivar os jogadores dentro de campo. 

Porém na manhã desta sexta-feira (26), a Polícia Militar (PM) de Campinas realizou uma coletiva para informar as medidas de segurança que serão tomadas para evitar confusões no momento da partida. A PM informou que a torcida da Macaca foi proibida de realizar o mosaico no Moisés Lucarelli. A polícia justificou o veto, afirmando que existe uma resolução da Secretaria Pública de Segurança que proíbe a entrada de jornais, papeis e revistas dentro dos estádios. Também é probida a entrada de balões em geral, materiais ou objetos que possam causar ferimentos, armas de fogo e branca de qualquer tipo e espécia e vasilhames como copo de vidro.

Por medidas de seguranças foi reduzida a quantidade de ingressos à serem vendidos para a partida. O estádio do Moisés receberá ao todo 16.900 pessoas, entre pontepretanos e corintianos.

A Polícia Militar montou um forte esquema de segurança e pelo menos 220 policiais irão trabalhar dentro e  nos arredores do Majestoso. A torcida e jogadores da equipe do Corinthians serão escoltados até o Moisés Lucarelli, pela Polícia Militar e Polícia Rodoviária  A revista pessoal na torcida do Corinthians deve ser realizada ainda em São Paulo, antes de seguirem até Campinas. 

Além da Polícia Militar, a Polícia Rodoviária e a Guarda Municipal de Campinas, vão reforçar a segurança na cidade de Campinas no domingo. A partida válida pela quartas de final do Campeonato Paulista, está marcada para às 16h, mas por volta das 7h policiais já devem estar no Majestoso. 

VAVEL Logo