Após início irregular na Série B, Ceará demite Givanildo Oliveira
Foto: Christian Alekson/CearaSC.com

Depois do empate dentro de casa na noite desta sexta-feira (16), o Ceará anunciou via suas redes sociais e site oficial o desligamento com o técnico Givanildo Oliveira. O clube também demitiu o auxiliar técnico Wellington Vero, já iniciando os trabalhos de busca do novo treinador para a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro deste ano. 

Givanildo deixou o Ceará na 11ª posição com 11 pontos ganhos, dois atrás do Santa Cruz, quarto colocado e sete atrás do líder Juventude. Na atual temporada da Série B, a agremiação somava três vitórias, dois empates e três derrotas. Duas das vitórias foram fora de casa e dois dos revés foram dentro de seus próprios domínios.

Vivendo fases irregulares na Série B, Ceará e Luverdense empatam em jogo morno

O treinador também conquistou o título cearense sob o comando técnico do alvinegro, além de ter sido eliminado ainda na primeira fase da Primeira Liga. Terminou seus trabalhos com o time tendo mais de 60% de aproveitamento.

Na entrevista coletiva após o empate com o Luverdense por 1 a 1 nesta sexta-feira, Givanildo disse que não tinha medo de perder o seu emprego, lembrando retrospecto recente em situações parecidas. "Eu já fui mandado embora de time mesmo sendo campeão. No América mesmo. Essa é a vida de treinador. Na hora que ele [Robinson de Castro, presidente do clube] achar que eu tenho que ir embora, ele fique à vontade", declarou. 

Agora o Vovô precisará encontrar um substituto para Givanildo, e nomes como Lisca e Marcelo Chamusca figuram entre os possíveis candidatos. 

Apesar dos acessos e ser conhecido como mestre no assunto de levar um clube para a Série A, Givanildo não conseguiu completar mais um, dessa vez no Ceará. Essa foi a segunda vez que o treinador passou em terras cearenses, sendo a primeira com o rival do alvinegro, o Fortaleza, em 2004. 

O Ceará volta a campo na próxima terça-feira (20), contra o Vila Nova, fora de casa. 

VAVEL Logo