Tcheco ressalta força de vontade após Coritiba buscar empate em Criciúma
Foto: Divulgação / Coritiba FC

O Coritiba empatou em 2 a 2 contra o Criciúma na noite desta terça-feira (21), no estádio Heriberto Hülse, pela 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Apesar da reação demonstrada, o time está estacionado no meio da tabela, em 10º lugar com 30 pontos, seis atrás do Avaí, primeiro time dentro do G-4.

O técnico do Coxa, Tcheco, lamentou os dois gols seguidos tomados durante o primeiro tempo, o que desestabilizou o time por alguns minutos, mas ainda sim, não desprezou o ponto conquistado.

"Acho que fomos com muita sede ao pote. Levamos o primeiro e logo depois o segundo. Conseguimos ajeitar e chegar ao gol no final do primeiro tempo. Os gols que levamos foi de ansiedade que estávamos no jogo. Depois que a gente estava com 2 a 0 contra no placar a gente teve que ir pra cima, arriscar. Este ponto pode fazer diferença lá na frente", explicou.

+ Confira ofertas de nosso parceiro FutFanatics 

Mesmo com um a menos, a equipe precisou manter a garra e força de vontade. Além disso, o comandante realizou mudanças e alterações para manter a qualidade.

"Acredito que tivemos uma mudança considerável de postura. Por pouco não viramos. Este aspecto é mais fundamental. Brigamos, lutamos muito hoje. Se não fomos bem na técnica, na força de vontade a gente chegou, com um a menos. Nós tínhamos a ideia de que os volantes poderiam sair mais pra se aproximar da frente. Kiss estava bem na defesa, mas demorando um pouco na hora de tocar, de coragem. Optei por tirar e colocar o Bruno, e foi arriscado", disse o treinador.

Tcheco também afirmou o valor do apoio da torcida ao time, que se encontra em uma situação complicada no momento, com riscos de não retornar à elite do campeonato brasileiro. 

"Temos que avaliar agora o time pra sexta-feira, pensar no próximo jogo. Ver a condição física dos atletas. A força de vontade, nos dá confiança, e sei que podemos conseguir. Falta um pouco sim, mas temos que vencer. A torcida sabe que o resultado não era o que a gente queria. O momento não é bom, mas a vitória é essencial e precisamos deles junto conosco. A torcida tem que estar junto, peço que a torcida nos apoie agora" afirmou.

Na próxima sexta-feira (24) o Coritiba enfrenta o Oeste, às 19h15, no Couto Pereira, pela 23ª rodada da Série B. Já o Criciúma visita o CSA, vice-líder, no estádio Rei Pelé, no sábado (25), às 16h30. 

VAVEL Logo