Em jogo decisivo, Paysandu visita Figueirense para fugir do Z-4 da Série B
(Foto: Jorge Luiz/ Paysandu)

Nesta terça-feira (13), o Figueirense enfrenta o Paysandu no estádio Orlando Scarpelli pela 37ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Enquanto o donos da casa jogam apenas para cumprir tabela, o Papão busca manter o embalo das últimas rodadas para estar fora do Z-4 ao final do campeonato.

Figueirense vem tomado de desânimo

Pelo lado do time catarinense, o desânimo parece já ter tomado conta do elenco. Se o clube ainda chegou a sonhar com uma arrancada visando o acesso há algumas rodadas, o problema na falta de salários, que já acumulam três meses atrasados, criaram um ambiente ruim para o jogadores e pode ser apontado como o principal responsável pela fase ruim, na visão do treinador Rogério Micale.

“Nós entendemos as dificuldades do clube, mas é preciso também entender o lado dos jogadores, que têm por trás uma família. Fica impossível se manter o foco no nosso objetivo”, ponderou o técnico, que esteve a frente da equipe nos últimos dez jogos, com apenas uma vitória, cinco empates e quatro derrotas.

Paysandu vê partida como decisiva

Já no lado dos visitantes, o confronto será decisivo numa tentativa de arrancada final para permanecer na Série B. Com as duas vitórias nos dois últimos jogos, a equipe chegou aos 40 pontos, e está a dois pontos do CRB, primeira equipe fora do Z-4.

Precisando do resultado positivo para seguir com chances de permanecer na segunda divisão, a equipe entra em campo antes dos seus rivais da disputa. No entanto, o atacante Hugo Almeida não vê esse fato de jogar antes dos rivais como uma desvantagem e afirma que em caso de vitória, o Paysandu coloca uma enorme pressão nos concorrentes.

“Abrir a rodada pode ser bom para gente, principalmente se conseguirmos a vitória. O CRB e o Criciúma jogarão com uma pressão ainda maior, sem poder errar, e isso pode nos favorecer. Por isso, temos que vencer de qualquer maneira o duelo diante do Figueirense”, avaliou.

VAVEL Logo