Jorginho avalia desempenho de Coritiba e lamenta derrota para Atlético-MG 
Divulgação / Coritiba

O Coritiba foi superado pelo Atlético-MG por 1 a 0 neste domingo (06) em casa, no Couto Pereira, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro Série A. Com o resultado, a equipe paranaense desce para a 17ª posição, na zona de rebaixamento, com sete pontos.

O técnico Jorginho avaliou a partida em entrevista coletiva. Para ele, o desempenho apresentado na primeira etapa foi fraco, diferente do segundo tempo, com chances e aproveitamento.

"Fizemos um primeiro tempo muito ruim, muito abaixo do que esperávamos. Claro que jogamos contra uma equipe que com certeza vai brigar pelo título, muito bem treinada. Acho que nós respeitamos demais, sabíamos que o Atlético é uma equipe perigosa que basicamente inicia o seu jogo em um 2-3-5. Já estávamos preparados para isso, inclusive com a entrada do Sales fazendo um 5-3-2 defensivamente. A proposta era marcá-los em cima, não deixar sair jogando. Fizemos isso desde o início mas depois paramos. Não conseguimos quebrar as linhas por dentro com medo de um domínio direcionado ou fazer o segundo e terceiro homem, usar a capacidade de passe dos nossos zagueiros para que pudéssemos vencer porque todas as vezes que vencíamos a primeira linha deles de marcação, conseguíamos jogar. Eles fazem uma pressão de início. Se não conseguem recuperar a bola, ficam completamente expostos e desorganiza taticamente. Se tivéssemos jogado no primeiro tempo da forma como jogamos o segundo, com certeza teríamos um resultado melhor. Claro que foi um lance de bola parada, tomamos um gol de escanteio mas lamentamos muito esses três pontos perdidos porque merecíamos no mínimo um empate principalmente pelo segundo tempo que fizemos".

Jorginho falou também sobre a pressão de afastar o fantasma da zona do rebaixamento.

"O segundo tempo que fizemos me deixa muito esperançoso de que essa equipe tem todas as condições de sair da zona de rebaixamento. Sabe que não vai ser tão simples assim não apenas fugir da zona de rebaixamento como se distanciar completamente, isso vai acontecer normalmente mais para o segundo turno mas eu vi que essa equipe tem capacidade, condições e inclusive com os reforços que vão chegar  creio que vamos ter uma equipe mais qualificada, capacitada e me dando opções realmente como aconteceu no segundo tempo. Fizemos uma mudança completa, até fiquei de fazer mais uma substituição mas achei que não deveria mudar de jeito nenhum porque a equipe encaixou, aqueles que entraram, entraram muito bem, achei melhor permanecer e terminar a última substituição com o Natanael que por sinal entrou muito bem em uma fogueira terrível, mas com capacidade, personalidade, com nível técnico, marcação forte. Já sabemos que temos mais um lateral direito".

Entre os reforços está Ramon Martínez, ex-Galo, que vem para integrar o elenco e ajudar na disputa do Brasileirão para o Coxa.

"O Ramon é um jogador com muita qualidade. Sabemos o elenco que o Atlético tem. É um atleta que não estava sendo aproveitado e que vai nos dar algumas possibilidades. Por exemplo jogar como primeiro ou segundo volante ou até mesmo como zagueiro. Tem uma capacidade física enorme mas também um nível técnico e uma leitura de jogo muito boa. O que precisamos realmente é trazer essa mentalidade de time de primeira divisão. Qualificar esse grupo e ter possibilidades porque já vimos o quanto é difícil jogar um campeonato como este, sempre de quarta para domingo temos quatro dias então não é fácil assim você manter os mesmos jogadores. O próprio adversário, o Sampaoli fez isso, tirando alguns jogadores porque tem um elenco com qualidade. Entao com certeza ele vem para agregar, para qualificar o nosso grupo para que possamos lutar pelos nossos objetivos".

Pela nona rodada do Brasileirão, o Coritiba enfrenta o Goiás na próxima quarta-feira (9), no Serrinha, às 19h.

VAVEL Logo