Em jogo truncado e de virada, CSA vence Ponte Preta e cola no G-4 da Série B
Foto: Matheus Pimenta/CSA

Na tarde deste sábado (28), o CSA venceu a Ponte Preta por 2 a 1, no estádio Rei Pelé, com gols do zagueiro Dawhan no primeiro minuto da partida, do volante Yago aos 12 minutos do segundo tempo e do meia Paulo Sérgio aos 40 minutos da etapa final.

O CSA do técnico Mozart entrou em campo no 4-4-2 em bloco médio defensivo, mas com muita dificuldade para sair jogando e ficando por muito tempo com a posse atrás da linha da bola. A defesa foi composta com uma linha de três com os zagueiros Cléberson e Luciano Castán, além do lateral-esquerdo Diego Renan mais recuado. Os três jogadores foram os que mais tocaram na bola durante a primeira etapa, pelo motivo de terem ficado presos na própria área procurando opção para jogo, equivalente a uma posse de 70% sem criar nenhuma chance de gol.

A Ponte Preta do técnico Marcelo Oliveira entrou em campo no 4-3-3, com bloco alto da marcação, mas antes mesmo disso acontecer, o zagueiro Dawhan já tinha aberto o placar no primeiro minuto da partida após o escanteio cobrado pelo meia Camilo. A partir daí, sim, a equipe da Macaca foi vista jogando com mais calma após o gol relâmpago. No entanto, após ter marcado o gol, a Ponte Preta abaixou um pouco a marcação e priorizou o setor defensivo, ao contrário do que vinha acontecendo nos últimos jogos tendo uma das defesas mais vazadas do campeonato.

Na metade da primeira etapa o Azulão conseguiu equilibrar a partida e até mesmo criando um pouco mais de chances, apesar de ineficientes. Entretanto, a equipe de Mozart aproveitou o recuo do adversário no segundo tempo e começou a buscar mais jogo para tentar reverter o placar. O gol do empate saiu aos 12 minutos marcado pelo volante Yago, no bate e rebate após a cobrança de falta feita pelo meia Paulo Sérgio que cobrou com veneno dentro da área da macaca, que conseguiu desviar a bola, mas acabou indo para o lado do Yago que só empurrou para a rede. 

O próprio camisa 10, Paulo Sérgio, virou a partida aos 40 minutos novamente no bate e rebate e aproveitando a sobra na grande área para finalizar com precisão e empurrar mais uma vez para o gol da Ponte Preta. A comemoração do meia foi um pouco acima do esperado quando o jogador arrancou a bandeirinha de escanteio no ato da comemoração, recebendo o terceiro cartão amarelo e sendo suspenso para a próxima rodada.

Classificação e próximos compromissos

O resultado colocou o Azulão na quinta posição com 37 pontos, enquanto a Macaca ficou na oitava com 36 pontos.

O CSA joga clássico contra o CRB na próxima terça-feira (1º), às 19h15. No mesmo dia, às 21h30, a Ponte Preta recebe o Sampaio Corrêa, terceiro colocado.

VAVEL Logo