Tite assume responsabilidade e reconhece desempenho abaixo do Brasil contra Camarões
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Com time reserva, o Brasil perdeu para o Camarões por 1 a 0, na última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo, A Seleção pressionou do início ao fim, mas sofreu com a falta de pontaria e criatividade, então com isso sendo castigado no fim pela equipe africana. Essa é a primeira vez que o time canarinho foi derrotada por um time não europeu e sul-americano em copas.

Após o apito final, o treinador Tite se mostrou decepcionado e assumiu a culpa pelo resultado negativo. De acordo com ele, quando acontece isso todos fazem parte  e que o adversário teve o total mérito da vitória. Ele ainda relembrou que as equipes favoritas também perderam com o time reserva e que deve servir de lição. 

"O jogo mostrou, e vocês fizeram a análise das etapas, ataque e contra-ataque, e a possibilidade de uma efetividade não aconteceu. Camarões teve mérito de fazer o gol e vencer o jogo. Quem perdeu foi todos nós, nossa preparação é conjunta, a vitória é conjunta, a derrota é conjunta, com o seu técnico sendo porta-voz e um dos responsáveis. A competição te dá alguma coisa para refletir em cima dela e um tempo de recuperação pequeno, que é considerável. Os níveis técnicos vão se equilibrando, futebol hoje é universal, acho que não teve ninguém com 100%. Acho que as equipes que já estavam classificadas também perderam, coincidentemente. É para se refletir", lamentou o comandante.

Sobre a utilização dos reservas, o técnico da seleção preferiu pontuar o seu currículo na carreira. Tite destacou que teve coragem para montar esse esquema, mesmo que essa derrota para o time africano seja relembrada para sempre na história . 

"Para mim fica a coragem de um profissional que expõe, faz o seu trabalho e vai ter seus méritos, louros, quando terminar o seu trabalho. Isso é da vida. A outra, é a segunda vez que faz uma pergunta que tu sabe da minha história, nem eu sei da minha história direito. Eu tenho uma história de 36 anos de futebol,. com uma série de modificações, um técnico de metamorfose. Só para dizer que toda a minha história nem eu sei direito, porque fico tentando melhorar a vida toda. Procuramos fazer o melhor e traduzir isso. Mas faz parte sim, vai estar aqui na minha frente: 'O técnico que perdeu para Camarões foi Tite'. Vai estar", afirmou o treinador canarinho.

Para completar a coletiva, o comandante da amarelinha falou sobre as recentes lesões dos jogadores, os últimos foram Gabriel Jesus e Alex Telles. Ele botou culpa no excessivo números de jogos e que o tempo é muito curto para preparação dos atletas.  

"É difícil de responder. A exigência física é cada vez maior, o curto espaço de tempo. É um efeito cumulativo dos jogos, por vezes um tempo de recuperação melhor. Eu presenciei o terceiro jogo da Polônia contra a Argentina, e vimos quanto da intensidade da Polônia tinha abaixado. O fisiologista conseguiu mensurar isso, ela abaixou quase 40%, tinha necessidade do resultado. Eu não sei te dizer, mas mentalmente a Copa é muito exigente. Ela te drena. A intensidade dos jogos, a preparação, tudo isso são componentes de análise que temos que aprofundar mais, mas todos são consideráveis", concluiu Tite. 

Sequência

O Brasil não terá muito tempo de lamentar o resultado já que as oitavas de finais começa na segunda-feira (3), a seleção encara a Coreia do Sul, às 16h.

VAVEL Logo