Convocação da Seleção Brasileira para confrontos contra Equador e Colômbia

Acompanhe minuto a minuto da convocação da Seleção Brasileira ao vivo e em tempo real; horário: 11h na VAVEL Brasil.

Convocação da Seleção Brasileira para confrontos contra Equador e Colômbia
(Foto: Getty Images Sport/Pedro Vilela)

A VAVEL Brasil agradece a todos que nos acompanharam durante este transmissõ. Boa tarde e aé a próxima!

Tite, sobre a Copa do Mundo: "A pressão de vencer eu tenho desde sempre. O importante é ter qualidade técnica e indivudual atrelado com competitividade."

Tite, sobre o novo ranking da FIFA: "Tanto não ligo que eu não sabia. Eu to tão ligado em ser justo, desenvolver um trabalho que o torcedor goste. Eu tenho uma responsabilidade em fazer a equipe jogar. Tem que ser competitivo e tem que ter qualidade. Os dois aspectos tem que estar associados. Neymar e Coutinho são os exemplos próprios disso. Apesar de terem muita qualidade, eles não cansam de competir. Só talento não ganha, não vence Copa. Tem que ter competitividade." 

Tite, sobre Neymar taticamente no PSG e sobre um protagonismo: "Protagonismo é pra quem uma mídia ou marketing maior. O conjunto forte vai ressaltar o protagonismo de alguém. Com a Seleção estando forte, uma hora ou outra alguém vai aparecer e ser o protagonista. Sobre formação tática, o sistema do Paris é parecido com o do Barcelona, um 4-3-3. Tem o mesmo desenho. O sistema é bem parecido em termos táticos."

Kléber, sobre muitos jogadores que atuam na Europa sendo convocados: "Firmino teve grandes atuações contra o Atlético de Madrid e o Bayern na pré-temporada. Flutuou bastante pelo campo. Ele não esteve na útima convocação de uma lesão. Ficamos felizes de encontrá-los (jogadores na Europa) jogando bem"

Tite, sobre Luan: "Ele joga preferencial atrás do nove, como um jogador de articulação. Ele se movimenta com liberdade nesse setor. A área de ação dele é nesse último terço atrás do atacante. Eu pretendo usá-lo na posição do Coutinho. Eu vejo-o como um jogador mais adiantado"

Tite: "Não posso fechar os olhos para os atletas que estão jogando com certa qualidade no Brasileirão. Fidelidade eu tenho sobre desempenho. Se fosse desse jeito, o Gil e o Weverton seriam convocados aqui hoje. A gente ouve o clamor popular, mas dentro dos critérios citados a gente vê o que é melhor para a seleção."

Tite, sobre as eliminações de Palmeiras e Atlético-MG na Libertadores: "Eu não me dou o direito de individualizar essa situação. Vou fazer uma comparação com o Brasileirão: terminou o primeiro turno, em outros campeonatos, nessa altura, temos cinco ou seis jogando equipes em alto nível. Nesse momento, no Brasil, não temos esse número de equipes jogando em alto nível. O nível, nesse momento, em outros campeonatos tinham 5,6 equipes jogando um bom futebol e no Brasil só temos duas ou três."

Kleber: "Observamos um treino do City na pré-temporada. Conversamos com o Fernandinho e o Gabriel (Jesus). Conversei com o Guardiola sobre o momento de dois e sobre padrões táticos, foi uma conversa breve mas boa. Desde o jogo contra a Austrália, acompanhamos 23 jogos fora do Brasil e 18 no Brasil. A gente não perde o radar nos atletas." 

Tite, sobre vagas 'certas' na seleção: "Eu não tenho condição de dizer isso. Eu não posso fechar a porta pro Douglas, pro Richarlison. Eu conversei com o Abel e ele falou muito bem dele. Não dá pra fechar a porta pro Arthur. Não vou abrir de mão de acompanhar o Gil, o Diego, o Douglas Costa, o Rodriguinho. De todos esses jogadores que estão em altíssimos nível. Éverton Ribeiro voltou e está atuando bem. Todo mundo tem essa possibilidade"

Tite, sobre Giuliano: "Do Giuliano, ele entrou muito bem no passado em um difícil jogo contra a Colômbia, fizemos o 2 a 1 com uma ajuda dele. Contra a Bolívia, ele ajudou muito também. Ele foi artilheiro e principal assistente da última Europa League. O seu passado o credencia. Ele tem saber se adaptar nessa nova situação. Ele sabe também que, para estar em seleção, ele necessita estar em atividade."

Tite, sobre muitos brasileiros juntos no PSG: "Facilita sim. Quando você sabe das qualidades dos seus atletas, isso pode ajudar sim." 

Tite, sobre a briga de Neymar na bola de ouro: "Os últimos atletas que estão brigando por esse prêmio (bola de ouro) são Cristiano, Messi e Neymar. Cristiano e Messi são de gerações diferentes, inevitavelmente o Neymar vai chegar lá. Quando isso vai acontecer eu não sei, mas vai depender somente dele."

Tite, sobre Neymar: "Em termos de valores de dinheiro, não influencia de absolutamente nada. Ele busca outros desafios, eu vi a entrevista no novo clube. O importante é ele se adaptar. A essência é gostar de jogar futebol. Dois itens são fundamentais: é o torcedor e o atleta profissional. Que ele fique legal no novo clube dele."

Tite: "Não me dou o direito (de fazer a escolha de Luan). Em nenhum momento tivemos a intenção de vazar informações sobre a convocação, para que não atrapalhasse nas negociações. Que ele fique aonde ele seja feliz."

Tite diz que Cássio vem apresentando uma regularidade incrível; Alisson, que esteve com ele em todas as convocações, não teve nenhuma falha nos jogos em que atuou; Ederson convocado pela grande temporada na Europa

Tite diz que até agora não há uma unanimidade na posição de goleiro da seleção. O treinador disse que, além dos convocados, Vanderlei, Diego Alves e Weverton foram observados

Atacantes: Roberto Firmino (Liverpool), Gabriel Jesus (Manchester City), Neymar Júnior (PSG), Taison (Shakhtar Donetsk)

​Meio campistas: Casemiro (Real Madrid), Fernandinho (Manchester City), Giuliano (Zenit), Luan (Grêmio), Paulinho (Beijing Guoan), Renato Augusto (Guangzhou Evergrande), Willian (Chelsea).

Zagueiros: Marquinhos (PSG), Miranda (Internazionale), Rodrigo Caio (São Paulo), Thiago Silva (PSG)

Laterais: Daniel Alves (PSG), Fagner (Corinthians), Filipe Luis (Atlético de Madrid), Marcelo (Real Madrid)

Goleiros: Alisson (Roma), Cássio (Corinthians), Ederson (Manchester City)

Critério da convocação: passado do atleta no seu clube e na seleção, momento presente e projeção futura para a Copa

Entre as viagens de Porto Alegre e Barranquilla, a Seleção vai fazer uma pausa em Manaus. Por lá, farão um treino aberto na Arena da Amazônia com o intuito de aproximar o torcedor com os jogadores 

Edu Gaspar diz que Cláudio Taffarel esteve presente em muitos clubes do Brasil com o intuito de observar os goleiros da melhor maneira possível para passar ao treinador Tite 

Houveram 189 coberturas de partidas in-loco: 120 jogos no Brasil e 69 fora do país

Edu Gaspar diz que o presidente Romildo Bolzan e Kleber Xavier chefiarão a seleção nesses amistosos. 

O treinador Tite acaba de chegar na sala de imprensa

Sala de imprensa. (Foto: Bárbara Mendonça)
Sala de imprensa. (Foto: Bárbara Mendonça)

Bom dia, torcedor! Às 11h dessa quinta-feira (10), o técnico Tite anunciará a convocação da Seleção Brasileira para os jogos contra Equador e Colômbia, na Sede da CBF, no Rio de Janeiro.

Ainda sobre esse assunto de jogadores que atuam no Brasil, a equipe de Tite tem acompanhado, nos últimos meses, muitos jogos do Campeonato Brasileiro, com a intenção de observar os jogadores mais de perto. A CBF divulgou, a pedido de reportagem do canal Sportv, um relatório sobre as equipes que mais foram observadas. Grêmio foi o mais visto, com oito partidas, seguido por Flamengo, com sete, e Corinthians, estudado em seis confrontos.

Com o começo da temporada na Europa, os atletas que atuam no continente talvez não estejam no primor de suas formas físicas, já que voltaram de férias recentemente. Desse jeito, a possibilidade de jogadores que atuam no Brasil aumenta consideravelmente. "Primeiro é ser o mais justo possível, acompanhar todos os jogos possíveis, por uma oportunidade aos atletas nessa sequência, consolidar a equipe com patamar, com rendimento bom para buscar resultado e variações táticas que elas possam ocorrer" - afirmou o treinador da seleção em uma entrevista.

Com uma queda de rendimento do goleiro Weverton, do Atlético-PR, a comissão técnica não esconde a possibilidade de chamar novos nomes para essa posição nessa convocação: "Quando Taffarel vai acompanhar é para ver os atletas de alto nível. É momento do Corinthians e de Cássio, é justo, como Vanderlei tem feito grande campeonato, como o Grohe esteve em grande momento, assim como (Alex) Muralha esteve em alto nível, assim como Diego Alves."

Na terça-feira da semana passada (1), o treinador da seleção pentacampeã mundial disse, em entrevista, sobre os seus objetivos para esses jogos: "Consolidar a equipe no padrão que ela tem e evoluir. Segundo, o senso de justiça e acompanhamento de todos atletas em alto nível para poder convoca-los numa última lista para ir para a Copa. Terceiro item: variações de movimentos táticos como Coutinho jogando para dentro como meio-campista e ter William ou outro jogador agressivo. É ter Casemiro com Fernandinho para 4-2-3-1, ou duas linhas de quatro com dois atacantes. É estabelecer variações para estar preparado para o Mundial."

Além da derrota para os Hermanos, o Brasil fechou essa última série de amistosos derrotando a Austrália por um sonoro 4 a 0. Os gols foram marcados por Diego Souza (2), Thiago Silva e Taison.

Após nove jogos seguidos com vitórias, a seleção de Tite teve a sua primeira derrota na última data FIFA. Em um amistoso realizado em Melbourne, na Austrália, o Brasil, recheado de jogadores alternativos, foi derrotado pela Argentina na estreia do treinador Jorge Sampaoli por 1 a 0, graças a um gol marcado por Gabriel Mercado

Por outro lado, a seleção da Colômbia passa por uma fase totalmente contrária. Com um começo aquém do esperado, a seleção de José Pekerman, mesmo com todas as críticas por parte da imprensa, parece ter se achado e venceu os seus últimos dois jogos nas Eliminatórias, contra Bolívia e Argentina, e atualmente se encontra na segunda posição na tabela. 

Equador não vem passando por um bom momento. Após o início arassador nas Eliminatórias, a seleção do treinador Gustavo Quinteros não conseguiu repetir as boas atuações e perdeu as duas últimas partidas na competição, contra Colômbia e Paraguai. A última partida da seleção ocorreu no dia 22 de fevereiro, quando derrotaram Honduras por 3 a 1 em um amistoso internacional realizado em Guayaquil. 

Os próximos compromissos da Seleção Canarinho serão contra Equador, na Arena do Grêmio, no dia 31 de agosto e contra a Colômbia, no dia 5 de setembro, que será realizado em Barranquilla. 

Bom dia, torcedor! Acompanhe agora a convocação do técnico Tite para os jogos da Seleção Brasileira para as Eliminatorias da Copa do Mundo. Fique conosco!

Seleção Brasileira