Em jogo marcado por confusão, Avaí vence o Figueirense e ainda pode chegar ao G4

O Avaí continuou vivo em busca da classificação para o quadrangular ao vencer o Figueirense por 2 a 1, neste domingo (16), no Orlando Scarpelli, pela sexta rodada do Campeonato Catarinense. A partida envolveu rivalidade, golaço e confusão após marcação do árbitro.

Com o resultado, os avaianos chegaram aos sete pontos e ainda sonham com a vaga. Já o Figueira continuou com os 11 pontos, na primeira posição.

Rivalidade e vitória do Avaí

Com a rivalidade à flor da pele, o Leão foi o primeiro time que criou alguma oportunidade, porém não levou perigo. A ideia, no início da etapa inicial, foi deixar o jogo mais truncado no meio de campo.

O Avaí, então, tentou pressionar em uma cobrança de falta. Aos 12 minutos, Marquinhos, aproveitando uma dessas faltas, levantou para Antônio Carlos cabecear e encobrir o goleiro Tiago Volpi para abrir o placar.

Tudo indicava que o Figueirense iria sentir o gol tomado. Mas, logo em seguida, Marcos Assunção teve uma chance de cobrança de falta. Antes de cobrar, uma confusão foi formada por jogadores do Avaí, que não estavam respeitando o espaço destinado a barreira. Depois de o árbitro remarcar com spray, Assunção desperdiçou a oportunidade ao chutar na barreira. A pressão foi tamanha, que o Figueira chegou a marcar, mas Paulo Henrique de Bezerra anulou alegando falta de ataque.

A partir daí, a partida começou a ter muitas faltas e as chances diminuíram. Marcos Assunção teve outra oportunidade, mas na jogada ensaiada a zaga conseguiu recuperar a posse de bola. Antes de o primeiro tempo terminar, ainda deu tempo de Cléber Santana arriscar e não levar perigo ao gol defendido por Tiago Volpi.

Empate, confusão e esperança renovada em busca da classificação

Na segunda etapa, o Furacão voltou mais disposto a fazer o gol do empate e buscar a vitória. E, por conta disso, chegou ao empate logo aos cinco minutos. Em jogada pela esquerda, Éverton Santos dominou e chutou no ângulo do goleiro Diego. 1 a 1.

O resultado não abalou o Leão que logo na sequência arriscou de fora da área. O jogo ficou ainda mais quente. O Figueira chegou ao gol da virada, mas o árbitro anulou mais uma vez. Depois da anulação, os jogadores começaram a trocar socos, chutes e empurrões. A partida ficou 10 minutos paralisada. Após a confusão, Paulo Henrique Bezerra expulsou dois jogadores de cada equipe deixando o jogo ficou mais calmo depois da paralisação.

Depois das expulsões, o Avaí encontrou em mais uma falta a chance de tentar de volta a vantagem. Na cobrança, o goleiro Tiago Volpi espalmou mal e a bola sobrou para Paulo Sérgio por a bola no fundo da rede. Vitória garantida depois de muita confusão e esperança aumentada para conseguir se classificar entre os primeiros.   

VAVEL Logo