Confiante, Diego Renan diz que Vasco irá subir para a Série A
Diego diz que acredita na força da equipe (Foto: Marcelo Sadio/Vasco)

O elenco vascaíno está de folga desde a partida contra o Boa Esporte, dia 3 de junho, pela Série B. Muitos jogadores optaram por viajar pelo exterior durante a pausa para a Copa do Mundo. Já o lateral Diego Renan, resolveu curtir os dias de folga em Surubim-PE, cidade natal do jogador, ao lado da família.

Aos 23 anos, ele teve a melhor fase na curta carreira com o técnico Adílson Batista, que referendou a sua contratação, em 2010, sendo eleito o terceiro melhor da posição no Campeonato Brasileiro. Caiu de rendimento, perdeu a posição e, no início do ano passado, já figurava numa lista de possibilidades do clube quando Dedé foi vendido para o Cruzeiro, ainda durante o último Campeonato Carioca.

O lateral fez uma análise do ano até aqui e, apesar de admitir que o desempenho decepcionou após a perda do Campeonato Carioca, lembrou que a luta pelo acesso à elite está parelha e uma vitória coloca o clube no G-4.

"Fizemos um bom Campeonato Carioca, mas um gol irregular nos acréscimos nos tirou o título. Mesmo assim, buscamos forças para a Série B. O início do torneio não foi tão bom quanto a gente esperava, tivemos muitas lesões no grupo, mas também já imaginávamos a dificuldade dos jogos. Apesar da nossa atual posição, estamos com um jogo a menos e, se vencermos, entramos na mesma pontuação do G-4", disse por intermédio de sua assessoria de imprensa.

Até o momento, Diego Renan participou de 22 partidas com a camisa do Vasco – entre Carioca e Brasileirão, sendo 20 como titular. Ambidestro, foram 16 partidas como lateral-esquerdo e outras seis como lateral-direito. São dez vitórias, nove empates e apenas três derrotas.

O trabalho de Adílson, contestado pelos torcedores e no Vasco por causa dos maus resultados recentes, ganhou um voto de confiança, e Diego Renan, lançado pelo treinador no Cruzeiro, garante que está no caminho certo para as vitórias.

"Acredito muito neste grupo de jogadores, no trabalho do Adílson Batista e tenho convicção que conseguiremos nosso maior objetivo da temporada, que é voltar com o Vasco para a Série A, de onde ele nunca deveria ter saído", afirmou o lateral.

Entre os dias 16 e 21 de junho, o elenco fica hospedado em Volta Redonda e realiza as atividades de campo no CT João Havelange, em Pinheiral. Logo depois, a equipe volta para o Rio de Janeiro e, entre os dias 24 de junho e 2 de julho, o Vasco ainda terá de definir os locais dos treinos na cidade, já que o estádio de São Januário está entregue à Fifa e o CFZ, local que costuma ser alugado pelo o clube, está servindo aos árbitros que estão no Mundial.

Completando o período de atividades, no dia 2 de julho, jogadores e comissão técnica rumam para Atibaia, a 69 km do Rio de Janeiro, onde utilizará a estrutura do Bourbon Atibaia Spa Resort, que já recebeu o Cruzmaltino em outras ocasiões. No dia 15 de julho, o Vasco enfrenta o Santa Cruz, pela 11ª primeira rodada do Brasileiro da Série B, ainda sem local definido.

VAVEL Logo