Em jogo cheio de expulsões, Goiás bate Atlético-GO pela segunda vez na temporada
Goiás vence Atlético-GO pela segunda vez na temporada. (Foto: Divulgação/Goiás E.C)

Em arbitragem cheia de polêmicas e com três expulsões, o Goiás conseguiu derrotar o Atlético-GO pela segunda vez na temporada, dessa vez, pelo placar de 2 a 1, com gols marcados por Tiago Luís e Carlos Eduardo. Jorginho diminuiu a favor da equipe atleticana. A festa foi toda da torcida esmeraldina, que assumiu a liderança do Goianão provisoriamente.

O resultado colocou o Verdão na ponta do Grupo A com 17 pontos ganhos, mesma pontuação do Vila Nova, que ainda não jogou na rodada. Com a derrota, o Atlético ficou na segunda colocação do Grupo B com 14 pontos, três a menos que a líder do grupo, a Aparecidense.

O Atlético só retornará a campo no próximo final de semana, contra a equipe do CRAC, no estádio Genervino da Fonseca, em Catalão, ás 16h, no domingo (19). O Goiás volta suas atenções para a Copa do Brasil, onde o time esmeraldino irá enfrentar na quinta-feira (16), o Cuiabá, na Arena Pantanal, ás 19h30. Será o jogo da volta e o time goiano tem a vantagem por ter vencido a primeira partida por 4 a 0.

Jogo equilibrado, mas o Goiás finaliza melhor

A partida no Serra Dourada começou mostrando duas equipes muito fortes disputando a vitória. O Atlético tocava bem a bola, acionando Wanderson e Jorginho, seus principais jogadores em campo. No lado verde, Tiago Luís e Juan armavam todas as jogadas para tentar chegar ao gol.

Mas a primeira jogada esmeraldina não saiu dos pés dos meias, e sim de Victor Bolt, que lançou Patrick pela esquerda. O jogador cruzou na área, a defesa atleticana furou e a bola sobrou para Carlos Eduardo finalizar e ver o goleiro Kléver fazer uma bela defesa. Era um gol incrível perdido pelo atacante esmeraldino.

O Atlético respondeu com uma bela jogada de Júnior Viçosa, que fintou a defesa do Goiás dentro da área e serviu Jorginho, que na hora da finalização, chutou em cima do zagueiro Éverton Sena. O Goiás seguia com vontade no jogo e Léo Gamalho perdeu ótima chance após cruzamento de Patrick. A finalização passou raspando a trave.

O tempo ia passando até que o Verdão resolveu se consagrar. Juan tabelou com Patrick e o meia driblou a defesa atleticana, cruzando na medida para Tiago Luís desviar de cabeça para o fundo do gol de Kléver. Era o primeiro gol esmeraldino na partida.

Ainda deu tempo de mais lances de perigo. Léo Gamalho foi lançado na frente e ia driblar o goleiro Kléver, mas o jogador atleticano atropelou o atacante esmeraldino e a falta foi marcada. Juan cobrou muito bem e acertou a trave. No rebote, Fábio Sanches cabeceou e Kléver fez bela defesa.

Expulsões viram destaque no segundo tempo do clássico

O segundo tempo começou com a equipe mandante do jogo, ou seja, o Atlético, pressionando o Goiás com muito toque de bola. A primeira finalização, feita por Jorginho, parou nas mãos do goleiro Marcelo Rangel. 

A equipe esmeraldina não parecia a mesma do primeiro tempo, mas isso mudou quando Juan pegou a bola na entrada da área e deu um passe bonito para Carlos Eduardo sair na cara do gol e tocar para o fundo da rede.

A partida parecia estar controlada pela equipe do Goiás, mas isso mudou quando o zagueiro Éverton Sena quando o jogador atingiu com pé alto, o rosto do meia Luiz Fernando e recebeu o segundo amarelo, sendo expulso de campo.

A vida do time rubro-negro começou a mudar na partida, quando Daniel Borges serviu Abuda, que saiu na cara do goleiro Marcelo Rangel. A finalização do volante foi defendida pelo jogador esmeraldino, e na sobra, Jorginho mandou para o gol. 

Diminuindo o placar, o Atlético passou a buscar o empate com mais facilidade, já que estava com um jogador a mais em campo, mas Júnior Viçosa resolveu fazer uma falta violenta em Pedro Bambu e com isso, recebeu o cartão vermelho direto.

A partida ia se caminhando para o fim. As chances de Atlético e Goiás eram poucas e a melhor delas veio nos pés de Léo Sena, que fez boa jogada individual e bateu em cima do goleiro Kléver. O jogo ia se caminhando para o fim, mas ainda deu tempo de mais uma, ou melhor, duas expulsões. 

A primeira foi quando Betinho fez falta duríssima no atacante Jarlan e recebeu o cartão vermelho direto do árbitro Wilton Sampaio. Isso iniciou uma grande confusão e o técnico Marcelo Cabo, sem cabeça, entrou no campo para reclamar. Wilton não se exitou e expulsou o treinador, além de ter dado um amarelo para o goleiro Ivan, do Goiás.

Ao final da partida, muita comemoração dos jogadores esmeraldinos e também da torcida. Foi a segunda vitória do Goiás em cima do Atlético Goianiense no ano e a confiança do time para os próximos jogos só vem aumentando.

VAVEL Logo