Vasco recebe Avaí em São Januário buscando manter retrospecto positivo dentro de casa
Foto: Eduardo Valente

Vasco e Avaí se encontram com um único interesse em comum, que é voltar a vencer no Campeonato Brasileiro. A tarefa não será nada fácil para os catarinenses, que terão de enfrentar um adversário forte em seus domínios. Em São Januário, local da partida deste sábado (17), com pontapé inicial assinalado para as 19h (de Brasilia), o Vasco acumula quase o dobro de finalizações ao gol que seus adversários, mostrando a força do ataque vascaíno jogando no Rio. Já os alvianis, também poderosos na Ressacada, mas nem tanto assim longe dela, terão de mudar o retrospecto se quiserem sair do Rio com pontos na conta.

Pontos, no plural, são exatamente o que os dois precisam, já que somando nove, o Vasco da Gama ocupa apenas a 12ª colocação na tabela. Situação bem pior é a do Leão catarinense, que tem apenas cinco pontos na conta, e amargura a vice lanterna, à frente apenas do Atlético-PR, que se dividindo entre competições nacionais e a Libertadores, vem mandando a campo times alternativos, indicando que quando tiver força máxima, poderá empurrar o Avaí para o último posto, indicando a urgência de vitórias.

Diante de uma partida tão importante para ambas as equipes, já no início do certame, a arbitragem provavelmente terá trabalho para comandar o jogo. Ficou definido que Rafael Traci, do Paraná, apitará o confronto. Para auxiliá-lo, Ivan Carlos Bohn e Luciano Roggenbaum, também paranaenses, foram os selecionados. Todos fazem parte do quadro de árbitros da CBF.

Vasco busca equilíbrio entre atuações dentro e fora de casa; Fabuloso volta ao time e Nenê permanece

Claramente o Vasco apresenta uma dualidade nas atuações neste Brasileirão. Com jogos não brilhantes, mas sólidos em seus mandos, o time parte para partidas desencontradas e bem diferentes daquelas do Rio de Janeiro. A mudança do esquema armado por Milton Mendes pode ser a resposta para tal enigma, já que o treinador declaradamente prioriza a defesa quando longe de São Januário.

Deste modo, o Vasco vem tentando equilibrar as atuações dentro e fora de casa, se adaptando aos adversários e às suas virtudes, e buscando mostrar ter um elenco nem tão limitado assim, o que quase funcionou contra outro time de Santa Catarina, a Chapecoense, que derrotou o Gigante da Colina no meio de semana, por 2 a 1, após jogo equilibrado, onde o ponto fora da curva foi o belo gol de Artur Caike.

Tentando voltar aos bons momentos, principalmente em casa, Milton Mendes garante que Luís Fabiano retornará à equipe principal para o embate ante o Avaí, neste sábado. Outro nome confirmado é o do Camisa 10 Nenê, que segundo o comandante, permanecerá na equipe principal, a exemplo do último jogo, mas desta vez, efetuando sua função de origem, a de armador. Pikachu também está confirmado como retorno.

Avaí tem problemas na defesa com suspensão de Betão e Luan; Alemão sofre lesão na panturrilha e também fica fora

Problemas, esta é a definição do Avaí para o importante compromisso diante do Vasco da Gama no Rio de Janeiro. Sem seu pilar defensivo, formado por Betão e Luan, suspensos, e com a ausência confirmada de Alemão, por lesão, a equipe comandada por Claudinei Oliveira terá como dupla de defesa titular, Airton, que ainda nem sequer fez sua estreia com a camisa do Leão, e Gustavo.

O momento da equipe é delicado, e isso se reflete na falta de opções para o elenco. O agravante é a cobrança, de saber que atrás, na classificação, vem apenas uma equipe, e que notoriamente, essa equipe tem capacidade de melhorar de posto.

A boa notícia azurra é o retorno de Marquinhos, que cumpriu suspensão automática no último jogo da equipe, na derrota por 3 a 1 diante do Atlético-GO, no meio de semana. A suspensão do atleta se deu após a reclamação pelo pênalti marcado e depois “desmarcado” no confronto diante do Flamengo, no último domingo, quando o atleta fez gestos com as mãos, insinuando que a arbitragem estaria “roubando” para o adversário Rubro-Negro. 

VAVEL Logo