Sport e Santa Cruz duelam pela última rodada da primeira fase do Pernambucano 2018
Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Chegamos na última rodada do Campeonato Pernambucano 2018! Nesta quarta-feira (07) Sport e Santa Cruz fazem o último Clássico das Multidões antes da fase de mata-mata. Separados por quatro pontos na tabela, os rivais almejam objetivos diferentes na última participação na primeira fase da competição

SPORT

No lado rubro-negro, o foco é na primeira colocação. Ser líder do Pernambucano permite que a equipe decida todas as partidas das fases seguintes como mandante. 
No lado tricolor, a pressão pela vitória é diferente. Conseguindo sua classificação apenas na rodada anterior diante do lanterna Belo Jardim, o Santa Cruz chega para o confronto com foco no G-4. Mesmo sendo o quarto, o Tricolor do Arruda levaria a vantagem de mandar a partida única do duelo, em casa, nas quartas de final. 

Somando sete partidas sem perder - sem considerar o empate diante do Ferroviario - CE, resultando na eliminação nos pênaltis, o Leão da Ilha do Retiro chega com para partida com alguns desfalques.

Parecendo roteiro de novela, o caso André ainda faz parte da trama rubro-negra. Com situação ainda indefinida, o técnico Nelsinho Baptista não contará com seu principal atacante para o confronto diante o Santa Cruz. Além do camisa 90, o comandante rubro-negro não contará com Rithely e Felipe Bastos que mesmo se recuperando da lesão no tornozelo e na coxa esquerda, respectivamente, não reuniram condições fisícas de atuar. Como de costume a escalação só será divulgada momentos antes da partida.

Outro caso que preocupa na Ilha do Retiro é a decisão se Anselmo entrará ou não em campo. Isso porque o atleta soma dois cartões amarelos na primeira fase, e caso leve o terceiro, desfacaria o rubro-negro para disputa das quartas de final. Na fase seguinte os cartões zeram automaticamente. 

SANTA CRUZ

Já a equipe o Tricolor do Arruda, não sabe o que é derrota desde o mês de Janeiro, quando foi eliminado da Copa do Brasil pelo Fluminense de Feira - BA. Nesse período a equipe comandada por Junior Rocha somou quatro vitórias e quatro empates. Se no lado do Sport a falta do principal atacante preocupa, no lado do Tricolor o que preocupa é a falta de gols dessa função. Nos últimos 11 gols marcados, apenas um saiu dos pés de um atacante de origem. Fabinho Alves na rodada anterior diante do Belo Jardim, no Arruda.

Fora isso, Henrique Ávila voltou a sentir a lesão na panturrilha esquerda, a mesma que o tirou do confronto contra o Flamengo de Arcoverde pela 8ª rodada do Pernambucano. Pensando como vai montar a equipe, Junior Rocha realizou na tarde desta terça-feira, a última movimentação antes da partida e comentou sobre as  possíveis  “A decisão de fechar o treino foi dos departamentos. Eu nunca tinha feito isso, faz parte. Foi uma decisão de comum acordo. Ávila não teve o resultado do exame ainda. Se não jogar, é o Paulo Henrique. Se Genílson não jogar, é Renato Silveira. Vítor, Arthur Rezende e Machowski ainda não voltam agora”.

VAVEL Logo