Análise: Vasco repete enredo da semifinal e coloca emoção no jogo perto do apito final
Foto: Paulo Fernandes/Vasco

Análise: Vasco repete enredo da semifinal e coloca emoção no jogo perto do apito final

Assim como contra o Fluminense, equipe usou o último lance da partida para virar o jogo e sair com a vitória no Nilton Santos

Araujo_Luis
Luis Araujo

Vasco e Botafogo se enfrentaram na noite deste domingo (1º), no Estádio Nilton Santos. O 3 a 2, com gol de Andrés Ríos aos 48 minutos do segundo tempo, repetiu a vitória no fim como ocorrera na semifinal diante do Fluminense. E confirmou que o clássico no estadual tem alta média de gols, cinco em três jogos neste 2018. A do campeonato é de 2,61. No próximo domingo, qualquer empate entre as equipes dá o título estadual para o Cruzmaltino e uma vitória por um gol da equipe botafoguense leva a decisão para os pênaltis. 

Fase de artilheiro

Autor de dois gols em dois minutos, o ponta-direita foi o grande responsável para a virada do Vasco ainda na etapa inicial. O artilheiro do Vasco na temporada marcou um lindo gol com assistência de Wagner. Assim como contra o Fluminense, quando atuou na mesma posição, a falta de necessidade de marcar com tanto afinco aflorou o lado ofensivo do jogador.

Foto: Paulo Fernandes / Vasco
Foto: Paulo Fernandes / Vasco

Joia em ascensão

Paulinho entrou ainda no primeiro tempo, por causa da lesão muscular sentida por Giovanni Augusto. Também na primeira etapa, o garoto de 17 anos gerou o segundo gol do Botafogo (de empate até então) ao errar um passe no campo de ataque. Mas não se abalou. No segundo tempo, Paulinho foi para cima da defesa do Alvinegro e criou oportunidades para o Vasco. A melhor delas saiu dos pés de Thiago Galhardo. O meia viu a infiltração da joia de São Januário e tocou no ponto futuro. Paulinho bateu para o gol e Gatito, à queima-roupa, fez grande defesa, evitando o terceiro do Cruz-Maltino.

Foto: Paulo Fernandes / Vasco
Foto: Paulo Fernandes / Vasco

Nas graças da torcida

Se na noite da última quinta-feira foi a vez de Fabrício ser o herói da noite, desta vez a responsabilidade ficou com Andrés Ríos. O atacante perdeu boa oportunidade aos 30 minutos e Marcinho salvou em cima da linha. Mas no último lance, Thiago Galhardo cobrou escanteio, Wellington resvalou e o argentino marcou com um voleio.

Foto: Paulo Fernandes / Vasco
Foto: Paulo Fernandes / Vasco

 

 

VAVEL Logo
CHAT